OPINIÃO

Fatos 15.12.2018

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Restos a pagar

Pesquisa realizada pela Famurs aponta que um terço das administrações municipais vai encerrar o ano sem quitar todos os seus compromissos. Os municípios deixarão pendências financeiras com fornecedores de serviços de saúde, transporte, limpeza e coleta de lixo, entre outros (29%), com contas de água, luz e telefone (16%) e com encargos da folha de pagamento (13%). Ao todo, 347, dos 497 municípios responderam o questionário enviado pela Famurs. O levantamento revela, ainda, que 62% dos gestores municipais alega que terá dificuldade para terminar 2018 no azul. Entre os principais problemas enfrentados pelos gestores locais está a dívida de aproximadamente R$ 650 milhões do Governo do Estado com os municípios na área da saúde. Passo Fundo tem em torno de R$ 6 milhões para receber. Sobre restos a pagar, o município fechou o exercício de 2017 com R$ 22 milhões de contas pendentes.

Apoio

O MDB realiza na segunda-feira reunião extraordinária, às 10h, na sede do partido, para definir a sua posição sobre a participação ou não no governo Eduardo Leite (PSDB). A convocação do colegiado foi definida depois de três horas de debate da executiva e da bancada estadual na tarde de sexta-feira. O diretório é composto por 71 membros.

PDT fora

O diretório estadual do PDT decidiu ficar fora do governo. Comunicado de que se manterá independente foi anunciado na quinta-feira.

Coragem

O presidente da Câmara de Vereadores, Pedro Daneli, PPS, disse na sexta-feira que o Legislativo está tomando uma “medida corajosa” ao anunciar o corte de 20 Cargos em Comissão, seguindo o que determina o Tribunal de Contas do Estado. Medida que só valerá na próxima legislatura, a partir de 2021. Coragem, mesmo, seria cortar os cargos agora.

Segurança

A posse do presidente eleito Jair Bolsonaro contará com aparelhos bloqueadores de celulares e drones. Tambpem como garantia de segurança, ele não desfilará de carro aberto.

Negativa

O delegado da Polícia Federal José Mariano Beltrame não aceitou convite para ser secretário de Segurança no governo de Eduardo Leite. Faltam poucos dias, antes da posse, para anunciar os demais 15 nomes que restam da composição do primeiro escalão.

 

 

 

Gostou? Compartilhe