Passo Fundo lidera ranking de infrações no interior do RS

Município ficou atrás apenas de Porto Alegre no índice de multas aplicadas em 2018

Por
· 1 min de leitura
Município só perde para Porto Alegre quando o assunto é infração de trânsitoMunicípio só perde para Porto Alegre quando o assunto é infração de trânsito
Município só perde para Porto Alegre quando o assunto é infração de trânsito
Você prefere ouvir essa matéria?

O mais recente levantamento sobre infrações de trânsito, realizado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS), colocou Passo Fundo na liderança entre as cidades do interior gaúcho com o maior número de multas aplicadas em 2018,mesmo que o número tenha reduzido em relação a 2017.. De acordo com os dados estatísticos, 114.274 motoristas foram autuados no município, 28.192 a menos do que no período do ano anterior. “Todas as infrações têm previsão de multa, mas, não necessariamente isso se confirma. Existirão, por exemplo, casos de recursos providos posteriormente”, informou o Detran. O índice, porém, supera localidades como Caxias do Sul e Pelotas que, embora possuam uma frota de veículos superior à registrada em Passo Fundo, figuraram nas 6ª e 22ª posições de descumprimento das normas de tráfego, respectivamente. No cenário estadual, o município do Norte gaúcho perde apenas para a capital. Porto Alegre ultrapassou a marca de 1 milhão de multas de trânsito aplicadas no último ano.


Segundo o Secretário Municipal de Segurança Pública, João Darci Gonçalves da Rosa, a computação só não foi maior porque alguns equipamentos de fiscalização eletrônica foram desligados em alguns trechos do município em função de obras públicas que estão sendo realizadas, especialmente, no bairro Petrópolis, e a construção de empreendimentos comerciais que interromperam parcialmente as vias de circulação urbana na Avenida Presidente Vargas, no bairro São Cristóvão. “Enquanto as obras de mobilidade urbana estiverem sendo feitas, é natural que haja esse desligamento. Porém, nesses locais há sempre agentes de trânsito fazendo a fiscalização”, explica.


Motoristas gaúchos mais cautelosos
De acordo com o balanço anual divulgado pelo Detran-RS, no ano passado, os condutores gaúchos cometeram 3,1 milhões de infrações no trânsito, 4,5% a menos que em 2017. Desse total, 45% dos registros foram por excesso de velocidade sinalizados por radares eletrônicos e flagrados por fiscais de trânsito, seguido pela direção sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou irregularidades no documento de licença para dirigir; infrações consideradas graves ou gravíssimas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).


Em Passo Fundo, conforme Rosa, circular acima da velocidade máxima permitida e estacionar em locais proibidos são os delitos mais autuados pelos órgãos de fiscalização. “A maior taxa de infrações é cometida nos trajetos com maior circulação de veículos, que é a área central da cidade. Mas, os motoristas costumam não respeitar o sinal vermelho do semáforo quando transitam pelos bairros porque, nesses locais, o controle eletrônico é menor”, conclui.

Gostou? Compartilhe