Parque da Gare como espaço de aprendizado

Escola municipal estimula integração dos alunos com o espaço público da cidade

Por
· 1 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

Crianças entre 3 e 5 anos que conhecem o Parque da Gare como o pátio de sua escola. Assim são os alunos da Escola Municipal de Educação Infantil Vovó Nelly, que atende 110 alunos de diferentes bairros. Pela proximidade com o Parque, um dos projetos pedagógicos da escola envolve esse espaço público da cidade, fazendo com que as crianças se apropriem do local e, além de frequentar o parque diversas vezes na semana, aprendam na prática sobre história, preservação da natureza, alimentação saudável e cuidado com os animais.

“Eu gosto de brincar na natureza e cuidar dos animais”, diz a pequena Larissa, de 5 anos, ao chegar no Parque da Gare para mais um dia de brincadeiras. Rafael, também de 5 anos, prefere as brincadeiras no parquinho infantil. A professora Giovana Assis, destaca que as crianças já se sentem parte do parque. “Aqui elas tem uma vivência importante, de contato com a natureza e os animais. Os professores também se sentem bem em fazer parte disso porque é um lugar bonito e bem cuidado”, afirmou.

Como lembraram as professoras da escola, a relação das crianças com o espaço público vai ao encontro do conceito de uma Cidade Educadora. Essa cidade exerce um papel educador na vida de seus cidadãos e os diferentes espaços, tempos e atores são compreendidos como agentes pedagógicos, que apoiam o desenvolvimento de todo o potencial das pessoas.

Para a diretora Daniela Rigobello Brun, a possibilidade de frequentar a Gare enriquece o aprendizado dos alunos. “Cada vez que eles visitam o parque é como se fosse a primeira vez. Exploramos todo o espaço, desde o lago até a quadra de esportes, o parquinho, a Feira do Produtor e a antiga estação férrea. Os trabalhos da escola são relacionados à Gare”, enfatizou. Quando o tempo está bom, as crianças são organizadas em fila pelas professoras e, de mãos dadas uma com as outras, saem felizes a pé até o parque, que fica a menos de duas quadras da escola. 

 

Gostou? Compartilhe