Dia do Meio Ambiente teve plantio de árvores e abertura de exposição

Agenda de atividades ligadas à questão socioambiental segue até o fim do mês

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Para alertar a população sobre a importância de preservar o planeta e seus recur­sos naturais, Passo Fundo tem promovido desde o começo desta semana uma série de ações socio­ambientais e educativas. As ati­vidades alusivas ao Dia Mundial do Meio Ambiente fazem parte de uma agenda coletiva, aberta ofi­cialmente na tarde dessa quarta­-feira (5), em ato que contou com a presença de representantes de entidades ligadas à Semana Muni­cipal do Meio Ambiente.

 

Com o tema "Combata a Poluição do Ar", a campanha tem a maioria de suas atividades agendadas para esta semana, mas algumas das atrações seguem até o fim do mês. É este o caso de três exposições, entre elas a mostra fotográfica do Primaves, uma entidade respon­sável por abrigar aves e primatas que foram retirados da natureza e não têm mais condições de re­tornar a ela. Montada no primeiro piso do Passo Fundo Shopping, a exposição reúne fotografias de animais que estão sob os cuidados da entidade e reflete sobre os impactos infortúnios trazidos pela dominação territorial do homem e as consequências da captura, domesticação cativa e comercialização ilegal de animais. As fotografias são de Vagner Guarezi. As outras duas exposições, denominadas "Vida Silvestre" e "Maquete do Projeto Rio Passo Fundo", acontecem, respectivamente, no hall do Passo Fundo Shopping e na Secretaria do Meio Ambiente.

 

Conforme explica o secretário do Meio Ambiente,Rubens Astolfi, a agenda auxilia na conscientização da população acerca de questões socioambientais desencadeadas por atitudes humanas. "Neste ano, o tema proposto é a questão da poluição atmosférica. Nós não temos muito esse problema aqui em Passo Fundo, é algo mais observado nos grandes centros, em cidades mais industrializadas, então estamos aproveitando a data para focar mais na educação ambiental. Nós não temos um grande problema no município, mas temos diversos pequenos problemas decorrentes de atitudes das pessoas e aí o que o Poder Público pode oferecer nesse momento: ações educativas. A intenção é mudar a atitude das pesso­as sobre pequenos temas, que podem causar gran­des problemas".

 

Uma criança, uma árvore

Entre as ações que marcaram a data, o Munícipio promoveu também um plantio de árvores do pro­grama Uma Criança, Uma Árvore, atividade reali­zada na Escola Municipal de Ensino Fundamental Helena Salton, no bairro César Santos. No local fo­ ram plantadas 30 mudas de árvores frutíferas, que se somam às mais 11500 já plantadas pelo programa nos últimos anos.

 

Presente à cerimônia e também ajudando no plantio, o vice-prefeito, João Pedro Nunes, ressaltou a importância de ações como essa e da parceria para que elas aconteçam. "O diferencial de cada bairro é sua escola, pois é a porta de entrada para a constru­ção do conhecimento e comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente aqui é importantíssimo, porque o meio ambiente é de todos. Nós nos utilizamos do que o meio ambien­te oferece, mas temos que também ajudar a melhorá-lo, e uma forma de fazer isso é plantando árvores", destacou.

 

O programa Uma Criança, Uma Árvore homenageia cada criança que nasce em Passo Fundo com o plantio simbólico de uma ár­vore nativa. A criança recebe em casa um certificado em menção ao nascimento do novo cidadão passo-fundense. "Esse programa que planta uma árvore para cada criança que nasce significa vida e cada um deve ser responsável por cuidar dessa nova vida", ressaltou o vice-prefeito, que aproveitou para pedir aos alunos e comunidade que ajudem no compromisso com o cuidado para as que as mudas de árvores plantadas possam crescer e dar frutos.

 

Desafio do Lixo

Também na manhã de quarta-feira, uma atividade na Escola Municipal de Ensino Fundamental Daniel Dipp, no bairro Valinhos. Os alunos da escola fize­ram a limpeza de uma área próxima a uma sanga que deságua no arroio Pinheiro Torto, e que fica nas imediações da escola. O Desafio do Lixo foi criado nas redes sociais, onde a proposta é escolher um lo­cal que esteja com acúmulo de lixo, realizar a lim­peza e fazer a destinação correta dos resíduos cole­tados. O principal objetivo é impactar as pessoas e promover educação ambiental na prática.

Gostou? Compartilhe