OPINIÃO

Fatos 26.06.2019

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Legalizar o jogo
Ainda que seja proibido no Brasil, os jogos de azar nunca deixaram de fazer parte da rotina dos brasileiros. Um estudo de 2018 do Portal BNLData, em parceria com o Instituto Brasileiro Jogo Legal, indica que as apostas ilegais movimentam, anualmente, cerca de R$ a 20 bilhões. A maior fatia vem do jogo do bicho (R$ 12 bi), seguido por bingos (R$ 1,3 bi), caça-níqueis (R$ 3,6 bi) e apostas esportivas e jogos pela internet (R$ 3 bi). Apesar de ser proibido desde a década de 40 no Brasil, a estimativa é que 20 milhões de brasileiros apostam diariamente no jogo do bicho e mais de 10 milhões em jogos pela internet. O assunto volta à pauta do Congresso, que pode aprovar ainda este ano a criação do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil, através de um substitutivo, na Câmara dos Deputados, e projeto, no Senado. As duas propostas estão prontas para votação. “O jogo está proibido no Brasil há 77 anos. Se a gente tributasse os R$ 20 bilhões que hoje nós temos em arrecadação com o jogo clandestino, nós estaríamos falando em algo de R$ 6 bilhões por ano (de impostos). Se a gente multiplicasse R$ 6 bilhões por 77, a gente chegaria em uma conta tão absurda, mas que vale a pena fazer, que é algo em torno de R$ 462 bilhões, recursos estes que seriam para os cofres públicos", estima o presidente do Instituto Brasileiro Jogo Legal, Magno José. (Informações da Agência Rádio Mais)


Empregos
O levantamento do instituto calcula que a legalização dos jogos de azar no Brasil geraria 658 mil empregos diretos e 619 mil empregos indiretos por meio da cadeia produtiva. Mais da metade dessas vagas formais de emprego (450 mil) viriam do jogo do bicho. Apesar do ganho econômico e social, o aspecto da saúde deve ser levado em conta. Segundo a especialista em transtornos de impulso, Suely Sales Guimarães, a regulamentação desses estabelecimentos aumentaria, naturalmente, o número de pessoas viciadas.

 

Coisas da política local
* PDT procurou o MDB para conversar sobre as eleições do próximo ano. MDB vai tomar qualquer decisão a respeito depois da escolha da executiva, marcada para agosto. João Pedro é nome que continua na lista dos prováveis.
* Será que avança aproximação DEM e PSL?
* Outra perguntinha que não quer calar: pretensos candidatos a prefeito e vereador se manterão colados na onda Bolsonaro em 2020, como fizeram em 2018 para deputado e governador?

 

Quem é quem?
O “MEIÃO” faz o Brasil de bobo e trava a possibilidade de reformas e crescimento do país há meses. “Batoré”, Bebê Johnson, boneco Chuck, Pinocchio, Aspirador de pó, Drácula e cia não respeitam o brasileiro! Riem da nossa cara e devemos cobrar que nosso país cresça. Chega!!!

 

Mentira tem pernas curtas
O velho ditado popular ganha ares

Gostou? Compartilhe