OPINIÃO

Teclando

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Equação da existência

Vivemos entre o tempo e a vida. Aliás, a vida tem um tempo e assim também temos um tempo de vida. Por isso, não podemos perder tempo na vida. Mas entre tempos já vividos e aquele que agora vivemos, é necessário dar um tempo para pensar. Nesse tempo todo sempre observei vidas lutando contra vidas. Ou, ainda, vidas desperdiçando tempo para pisotear outras vidas. Entendo que a relação tempo-vida pode ser medida por um eixo entre a qualidade de vida e a quantidade do tempo de vida. Esta é a equação da existência. A vida é linda e o tempo de vida uma dádiva. Porém, durante toda a vida, enfrentamos a maldade de algumas pobres vidas que não evoluíram em tempo hábil para respeitar a vida. E o tempo passa. Vidas tombam, se esfacelam ou se perdem lentamente no tempo. Ao choro de um recém-nascido celebramos a chegada de uma nova vida. Mas também choramos ao término de alguma vida. Entre um choro e outro, temos um tempo que mede o período de nossa existência. E é nesse tempo que conhecemos tantas outras vidas.
Um tempo que deveria ser apenas de alegrias, aconchego e bons sentimentos. Mas, então, por que será que uma vida não pode ser simplesmente uma vida? Ora, porque todo tempo temos pela frente necessidades ou adversidades da própria vida. E, nesse tempo, indagamos o que é a maldade? Ora, a maldade é aquilo que as vidas perversas fazem para prejudicar outras vidas. E o pior tempo vivido é aquele em que algumas vidas manipulam a existência de muitas outras. Ah, certamente, dirão que então isso não é vida. Perfeito. A vida também é um tempo que exige plenos direitos, livre arbítrio e liberdade de manifestação. Se houver restrições ao pensamento ou censura às expressões, não será um bom tempo. Então, dando um tempinho na vida, olhe para aquilo que acontece por aí. Observe o que fazem algumas vidas e as suas consequências coletivas. Todos sonham com bons tempos para viver. Então sejamos vivos para não permitir que ataquem vidas. O respeito à vida é o melhor do nosso tempo. E com bons tempos temos mais intensidade de vida. Dê um tempo para a realidade e observe os espelhos da humanidade. É um tempo para a sua vida. E vida não se discrimina. Vida se celebra o tempo todo em todos os tempos vividos.

Costelão do Wiss
Sábado, o amigo Wiss Gabriel realizou o tradicional encontro das turmas dos frequentadores de cinco cafés de Passo Fundo. Integrei o grupo da Mesa Um do Oásis, na nossa festa de encerramento do ano. Como de hábito, Zilá, Wiss, Leandro e Leonardo foram impecáveis anfitriões. Além do chope e do já tradicional costelão, saboreamos cordeiro à brasa, feijoada e complementos especiais. E tivemos como postre um imbatível sagu com creme. Na orla do Capinguí, reencontramos amigos próximos e distantes. Conversamos, trocamos ideias, ouvimos histórias, contamos piadas e demos gostosas gargalhadas. Encerramos o exercício 2019 com uma caneca alusiva ao Costelão do Wiss, mas já imaginando o encontro de 2020.

Ele
No traslado Oásis-Capinguí, viajamos em seletíssimo grupo com todo o conforto e a segurança da estrela Mercedes Benz. Sim, Charles Martin, Galileu Giacomini e este escrevente foram de van. E na boleia adivinhem quem? Sim, o próprio: Iracélio.

Pirâmide proteica
Sabemos muito bem que a carne é fraca. Mas, agora, a carne também está cara. Consequentemente, vamos descendo na pirâmide da proteína. Da picanha para o patinho, costela, paleta, frango, ovo...

Caça-níquel
Andei jogando nas maquininhas do estacionamento rotativo. Na primeira perdi duas moedas. Já na segunda me dei bem e saiu um papelzinho como prêmio.

Trilha sonora
Existe muito rock. Mas também temos clássicos do rock como Pink Floyd - Another Brick In The Wall
Use o link ou clique
https://bit.ly/2raLP2P

 

Gostou? Compartilhe