Prefeitura entrega maior escola do município no bairro Santa Marta

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Adolfo Camargo terá capacidade para atender 800 alunos nos dois turnos

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Prefeitura de Passo Fundo entregou à comunidade do bairro Santa Marta, a maior escola do município, com capacidade para atender 800 alunos nos dois turnos. A nova escola, que foi inaugurada na manhã dessa terça-feira (10), está localizada na Avenida Progresso, terá o nome de Escola Municipal de Ensino Fundamental Adolfo Camargo.

O prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, agradeceu o empenho de todos, em especial ao ex-deputado federal Beto Albuquerque na busca e conquista dos recursos para junto da Prefeitura realizar a obra. “Estou muito feliz em fazer mais essa entrega de escola para nossa cidade. É a 17ª escola que construímos e entregamos em nosso governo. Uma obra importante para comunidade que deve cuidá-la, porque aqui é mais uma porta que se abre, de sabedoria, conhecimento e valores e que mudará a vida das crianças e seu futuro”, falou o prefeito Luciano.

A estrutura da escola do Bairro Santa Marta conta com 12 salas de aula, uma sala de informática, um laboratório, uma biblioteca, um auditório e quadra de esportes, além de um bloco com secretaria, sala de professores, direção, coordenação e sanitários e um bloco com refeitório, cozinha, despensa e área de serviço.
O secretário de Educação, Edemilson Brandão, destacou a forma e modelo da nova escola. “Todas as escolas em princípio deveriam ser diferentes, porque não existe um único caminho para se chegar as aprendizagens significativas. Atendendo aos anseios das crianças da comunidade da grande Santa Marta, os desafios propostos pelo prefeito Luciano para criação de escolas modelos de modo a resgatar a autoestima dos professores e qualificar ainda mais a nossa rede educacional”, falou o secretário.
O ex-deputado Beto Albuquerque, presente na inauguração da nova escola, destacou o trabalho desenvolvido pela administração do prefeito Luciano, com obras que mudaram a cidade. “Sempre falo por onde no Brasil, do orgulho de ser de uma cidade onde a comunidade e a administração se mobilizam para realizar obras necessárias, inovadoras e importante para todos, e essa escola é prova disso, uma escola moderna e ampla que beneficiará muitas crianças com ensinamento e dignidade”.
O conceito da nova escola tem o aluno e a alternância de atividades intelectuais com atividades práticas. A proposta está fundamentada no desenvolvimento integral dos alunos, englobando as dimensões intelectual, física, emocional, social e cultural, que prioriza a formação de sujeitos críticos, autônomos e responsáveis. A escola será organizada de forma que cada componente curricular tenha o seu laboratório, em vez de cada turma ter a sua sala de aula, para que interdisciplinarmente possam formar grupos, criar planos e executar suas atividades sobre a orientação do professor que conduzirá o aluno de acordo com a complexidade da sociedade.
A Língua Inglesa também terá especial atenção, com a utilização do Método Clil, o qual possibilitará que o professor de Inglês atue em conjunto com os demais componentes curriculares durante a aula. Outro fator preponderante é que a equipe de profissionais que fará parte desta escola terá identidade e total comprometimento com esta proposta inovadora, além de dedicação exclusiva para sua concretização.

Histórico
A obra teve início em agosto de 2015 e inicialmente tinha prazo de entrega de nove meses a partir da assinatura da ordem de serviço. Porém, as construções foram interrompidas com 95% dos serviços realizados, fora o ginásio de esportes, por discordâncias entre poder público municipal e a empresa. O contrato foi rescindido em julho de 2018, segundo a prefeitura, “por divergências irreconciliáveis no ajuste das planilhas orçamentárias”. A empresa queria cobrar valores que o município entendeu não serem devidos. A Prefeitura não aceitou a proposta e houve ruptura do contrato.
No fim do ano passado, o Município assinou com a empresa PLIM Prestadora de Serviços o contrato e a ordem de serviço para execução e conclusão da obra da escola. O custo estimado para a construção da nova escola da Santa Marta foi de R$ 4,5 milhões, com recursos federais e da Prefeitura de Passo Fundo, com a realização de obras complementares.

 

Gostou? Compartilhe