OPINIÃO

Impressionante

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Mentira tem perna curta, mas nem sempre a perna é tão curta que não consegue avançar e espalhar calúnias e difamações. As pessoas culpam as redes sociais pelas mentiras e notícias falsas, mas a verdade é que devemos olhar e conferir o que de fato é verdadeiro ou não. Acreditar em qualquer coisa, pelo amor de Deus é coisa de amadores ou desavisados. Dias atrás falei que o ritmo das fake news nas redes é algo incontrolável e somente mudará se tivermos a responsabilidade civil e criminal dos internautas que postarem e outros que mesmo sem saber da veracidade fazem a propagação.

Extremismo

Eu tenho amigos do coração que são Bolsonaro e outros como irmãos, que são Lula, e outros tantos que não são de candidato nenhum e nem mesmo discutem política. Chegamos a uma época que o extremismo político nos deixa de mãos atadas, pois o diálogo não tem respeito e nem mesmo responsabilidade com a verdade ou coerência.

Extremismo II

Ouvir que a greve dos professores é coisa de esquerda, não é concebível, pois temos o funcionalismo recebendo parcelado a cinco anos e o mínimo que devemos é respeito com aqueles que apenas desejam defender os seus direitos. Ouvir de pais que, sequer colocam os pés nas escolas, que os professores poderiam trocar de profissão é o mesmo que gritar que os caminhoneiros devem abandonar as estradas pois reclamam dos impostos, dos buracos e da falta de segurança. São temas que devemos discutir, debater e encontrar solução. Respeitar, apenas respeitar é o que devemos fazer.

Alienação parental

Estes dias escrevi uma coluna inteira sobre alienação parental e reforço novamente que muitos pais, padrastos e madrastas usam deste expediente para infernizar a vida das crianças através de acusações falsas contra seus ex- companheiros. E temos ainda os que se fazem de santos e vítimas e na verdade são os que fazem a alienação parental sem nenhum rancor.

Alienação parental II

A literatura tem discutido muito sobre os laudos psicológicos que são feitos com boa vontade e profissionalismo, mas insuficientes para avaliar de fato a alienação parental, pois não raras vezes as crianças manifestam momentos de tensão que vivem, receio e até ameaças veladas antes das sessões. A literatura tem demostrado a importância de valorizar mais do que falar, ações e atitudes, ou seja,como vivem os núcleos familiares, o ambiente escolar e social das crianças e envolvidos. Não é difícil descobrir o que de fato acontece, mas com certeza a verdade nem sempre é encontrada dentro dos consultórios.

Alienação parental III

Normalmente o núcleo familiar responsável pelos limites as crianças é o mais tenso, porque todos sabemos que determinar a hora de tomar banho, comer, estudar, largar do celular, fazer as tarefas, nem sempre é simpático às crianças e adolescentes. Difícil, mas necessário dar amor, exemplos e limites para nossas crianças e não raras vezes alguns espertos aproveitam da situação para dizer que o bom e correto é deixar fazer o que quer e na hora que deseja, criando para as crianças uma sensação de bondade. As crianças e adolescentes podem até mesmo desconhecer a necessidade e importância dos limites, mas os adultos e até mesmo integrantes da rede de proteção são obrigados a descobrir e punir estas atitudes.

Tempo

“O tempo é o senhor da razão”

Gostou? Compartilhe