Proerd forma 1,2 mil alunos por ano em Passo Fundo

Ação é concetrada em escolas públicas dos bairros socialmente vulneráveis

Por
· 1 min de leitura
Palestras formativas são realizadas pelos agentes policiais do 3ºRPMonPalestras formativas são realizadas pelos agentes policiais do 3ºRPMon
Palestras formativas são realizadas pelos agentes policiais do 3ºRPMon
Você prefere ouvir essa matéria?

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) da Brigada Militar forma, anualmente, 1,2 mil estudantes da rede pública municipal e estadual de ensino, em Passo Fundo. A ação instrutiva de prevenção ao uso de drogas ministradas às crianças e adolescentes é concentrada, conforme explicou a capitã do 3º Regimento de Polícia Montada (3ºRPMon), Andreza do Amarante dos Santos, em bairros socialmente vulneráveis do município, como José Alexandre Zacchia e Industrial. "Trabalhamos de forma lúdica abordando temas que abrangem o cigarro, álcool, drogas e o bullying", disse.

 

Em dez encontros entre os agentes da força polícial e os educandos de 5º ano do ensino fundamental, o programa inspirado no modelo americano Dare (Drug Abuse Resistance Education) está presente em 2.205 escolas gaúchas somado às Patrulhas Escolares, responsáveis por reduzir a violência no ambiente escolar e fomentar os círculos de construção de paz e mediação de conflito. "Os alunos têm entre 10 a 11 anos e estão naquela fase de ter mais curiosidade de experimentação", alerta a capitã, à frente do Proerd regional desde 2016 junto a outros três policiais militares.


No segundo semestre do ano passado, cerca de 400 crianças encerram o ciclo de formação com um ato simbólico de formatura, na Universidade de Passo Fundo (UPF). A Brigada Militar, aliás, realizou 61,1 mil visitas às escolas públicas gaúchas, em 2018, cobrindo 60% do território educativo do estado com a política de atenção e prevenção às drogas, armas e álcool.

Gostou? Compartilhe