Juliano Roso confirma pré-candidatura à Prefeitura de Passo Fundo

Ex-deputado estadual pelo PCdoB fala em reconstruir a unidade da esquerda no município

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

 

O ex-deputado estadual pelo PCdoB, Juliano Roso, confirmou a pré-candidatura à Prefeitura de Passo Fundo, na manhã deste sábado (29), em uma reunião colegiada do diretório do partido no município.

Presidente estadual da siga, o nome de Roso começou a ser especulado internamente ainda no final do ano passado para integrar uma das chapas às eleições municipais, agendadas para o dia 4 outubro. “Vamos trabalhar para construir um plano de governo que dialogue com a população”, afirmou ele, nesta tarde, à reportagem do jornal O Nacional. “Queremos dar essa marca ao plano e ao governo”, prosseguiu. O primeiro desafio, no entanto, é unificar o campo da esquerda no município estreitando as linhas de diálogo com o PT, PSol, Rede e Unidade Popular (UP). “Obviamente que o PT é um aliado importante. Nós (PCdoB) não temos uma postura de hegemonismo”, comentou o pré-candidato sobre a composição da chapa, ainda sem nome para o cargo de vice-prefeito.

Um novo ciclo político

Com a impossibilidade de uma nova candidatura do prefeito Luciano Azevedo (PSB), que deixa o cargo após governar Passo Fundo por dois mandatos, Roso avalia esse período a partir da abertura de “um novo ciclo político” na cidade. “Vamos começar, em março, um conjunto de seminários para debater o plano de governo”, assinalou.

Conforme mencionou ainda, o PCdoB vai apresentar uma proposta fundamentada em cinco linhas principais de atuação nas políticas públicas municipais: geração de emprego e renda, cujo gargalo perpassa a inovação científica e tecnológica “para atrair investimentos à cidade”, como ponderou; a questão habitacional e de regulamentação fundiária; segurança pública, em um eixo preventivo “de ocupação da juventude com esporte, atividade laboral e cultura”, segundo detalhou Roso; saúde e educação, com a erradicação da taxa de analfabetismo, e participação popular. “A cidade que é a Capital Nacional de Literatura também é a cidade que ainda possui índices de analfabetismo”, pontuou o político.

Quem é o pré-candidato

Juliano Roso é historiador, foi vice-prefeito na primeira gestão de Luciano Azevedo à frente do Poder Executivo Municipal e ocupou uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul entre 2015 a 2019.

Gostou? Compartilhe