Centro socioeducativo de Passo Fundo conquista 1º e 2º lugares no 1º Campeonato de Xadrez Online

Xadrez é importante ferramenta de inclusão social, muito utilizado entre as unidades da Fase

Por
· 1 min de leitura
Foto: Divulgação/Fase

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Núcleo de Esporte, Lazer, Cultura e Espiritualidade (Nelce) encerrou o 1° Campeonato de Xadrez Online da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase). Dois jovens do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Passo Fundo conquistaram os primeiros lugares. O terceiro ficou com o Case de Santa Maria e o quarto, com o Case de Novo Hamburgo. Os vencedores receberam medalhas, e o primeiro lugar também conquistou um troféu.

Ao todo, foram disputadas 59 partidas entre a fase classificatória, quartas de final, semifinal e final. Dezenove participantes de 10 unidades se inscreveram para o campeonato: CIPCS, POA 1, POA 2, Novo Hamburgo, Caxias, Santa Maria, Pelotas, Santo Ângelo, Uruguaiana e Passo Fundo. O encerramento foi na sexta-feira (3).

Inclusão

O xadrez é uma importante ferramenta de inclusão social e muito utilizada entre as unidades da fundação. Durante as oficinas, se ensinam técnicas, valores e se procura fazer um paralelo com a própria vida dos jovens, onde cada jogada tem um reflexo positivo ou negativo no jogo ou na vida de cada um.

O campeonato possibilitou que os adolescentes aprimorassem seus conhecimentos no jogo de xadrez e interagissem com suas equipes e equipes de outras unidades com o uso do computador. Além disso, a modalidade on-line trouxe uma experiência totalmente nova aos adolescentes e aos funcionários. “A Coordenação Pedagógica, por meio do Nelce, parabeniza todos os diretores, equipe técnica (PEFS e pedagogos) e agentes socioeducadores que realizam oficinas de xadrez nos Cases e se empenharam para realização do evento de modo inédito, possibilitando interação esportiva entre as unidades neste difícil momento de pandemia. Com este evento se abrem novas possibilidades para treinamentos futuros e o aprimoramento de técnicas do esporte na modalidade EAD”, disse o coordenador do núcleo, Alexandre Tristão.

Cada unidade pôde inscrever dois adolescentes no campeonato, mas, antes disso, fizeram seletivas internas dentro das unidades. Dessa forma, a estimativa é de que mais de 200 adolescentes se beneficiem do xadrez dentro das unidades, seja por oficinas ou torneios internos.

Gostou? Compartilhe