OPINIÃO

Mais energia para Getúlio Vargas e região

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Como nos demais setores, o jornalismo também se adaptou as mudanças adotadas para conter a pandemia da covid-19. Na manhã de quarta-feira (28), a imprensa atendeu o convite para cobrir a cerimônia online de inauguração das obras de ampliação da Subestação Getúlio Vargas da RGE CPFL Energia. Dentre os participantes, o prefeito Mauricio Soligo (PP), de Getúlio Vargas, e os prefeitos de Erebango, Estação e Ipiranga do Sul, municípios diretamente beneficiados pelos investimentos de R$ 13,2 milhões. Roberto Pressi, gerente de engenharia da RGE, revelou que a ampliação impacta diretamente na qualidade do serviço, um reforço para o sistema de distribuição de energia elétrica na região. A RGE, responsável por distribuir 65% da energia elétrica consumida no RS, e que conta com mais de três milhões de clientes em 381 municípios gaúchos, também realizou uma série de melhorias da rede elétrica que atende Getúlio Vargas, alcançando 63% do total de estruturas em concreto e fibra.

 

II - A Subestação da RGE CPFL Energia instalada em Getúlio Vargas, foi inaugurada há 25 anos. Nos anos iniciais da década de noventa do século passado, a precariedade no fornecimento de energia no município impossibilitava a expansão industrial e causava transtornos as que estavam instaladas. É preciso lembrar dente as plantas industriais haviam dois curtumes, o Erê e Riograndense, e a Cervejaria Antártica, que operavam a plena. A obsoleta Subestação da CEEE, instalada na estrada velha entre Getúlio Vargas e Estação, provocava constantes quedas de energia. Apesar de serem do mesmo partido do então govenador Antônio Britto, o prefeito Aldino Beledelli e o vice-prefeito Júlio Jorge Oleksinski, o acesso ao Piratini esbarrava na Chefia da Casa Civil. Mas como diz o ditado “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, a demanda entrou no plano de investimento da estatal.

 

III - Como profissional da imprensa, acompanhei o processo desencadeado ainda no ano de 1995 e as matérias foram publicadas no semanário AVS-Getúlio Vargas. Para que a nova Subestação fosse viabilizada, o município deveria doar uma nova área para a CEEE e fazer a terraplanagem. Mas o Projeto de Lei enviado para a Câmara de Vereadores não foi aprovado pela oposição. Foi necessário um novo projeto, e com o apoio dos empresários Natalício José Botolli e Ulisses Alvir Bernardon, dirigente do PPB e presidente da Associação Comercial, respectivamente, ele foi aprovado por unanimidade. Para a vistoria das obras, o vice-prefeito em exercício Júlio Jorge Oleksinski, secretários e dirigentes da Associação Comercial, receberam no dia 28 de fevereiro de 1995 o diretor de distribuição da CEEE, Márcio Karan, o gerente regional Ivan Taques, e o diretor técnico Roberto Zuch. A inauguração da Subestação da CEEE Getúlio Vargas, com capacidade de15 MVE, foi inaugurada no segundo semestre daquele ano. No processo de privatização parte da distribuição foi vendida a Rio Grande Energia, fundada em cinco de agosto de 1997 com sede em Caxias do Sul.

Curtas:

# A resposta imediata das autoridades municipais de Getúlio Vargas, Estação, Erebango e Floriano Peixoto no atendimento ás famílias que tiveram suas casas avariadas pelo granizo mereceu o reconhecimento de todos.

# O mesmo em relação ao Corpo de Bombeiros de Getúlio Vargas que atendeu dezenas de chamadas no final da noite de segunda-feira (26), e ao longo da madrugada seguinte a tempestade.

# A solidariedade da população pode ser medida pelo grande número de doações de alimentos, cobertores, colchões e roupas recebidas pelas equipes da Assistência Social.

# Os dias de sol ao longo da semana, mas com temperatura que nas madrugadas e inicio das manhãs tem sido abaixo de zero, contribuíram para as obras de reparo nos telhados e troca de vidros e aberturas.

# O prefeito Mauricio Soligo (PP) decretou situação de emergência na área urbana do município, aonde foram contabilizados danos em mais de 350 residências, além de prédios comerciais, industriais e públicos.

# O levantamento das perdas nas lavouras provocadas pelo temporal e o cadastro das famílias está sendo realizado pelos servidores da Emater/RS-Ascar dos municípios.

# A Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas aprovou na última sessão indicação do vereador Anderson Franklin da Silva (MDB).

# O vereador, que cumpre seu primeiro mandato, está sugerindo ao executivo que adote serviço de vigilantes nas escolas municipais.

 # Dentre as justificativas, proporcionar maior segurança aos alunos e professores dos educandários.

# Na mesma sessão o vereador Nilso João Talgatti (PP) teve aprovada indicação para eu a municipalidade fixe um dia por mês para coleta de lixo seco nas comunidades do interior.

Dito & Feito:

A ex. prefeita e atual presidente da Câmara de Vereadores de Estação, Cirilde Maria Braciak foi uma das 35 contempladas com o troféu Mérito Mulher Progressistas. A solenidade foi realizada na terça-feira (27), aberta pela deputada Silvana Covatti. O evento realizado no Centro de Eventos do Hotel Embaixador, em Porto Alegre, contou com a presença de Celso Bernardi, presidente estadual da sigla.

 

 

Gostou? Compartilhe