Semana de preparação para o Dia de Finados

Pessoas aproveitam a melhora no tempo para limpar túmulos em homenagem aos parentes falecidos

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A tradição de limpeza e manutenção de túmulos nos dias que antecedem o Dia de Finados, 02 de novembro, leva muitas famílias aos cemitérios. O trabalho é uma forma de demonstrar o carinho pelos parentes e amigos já falecidos. Nesta semana estão permitidos apenas trabalhos de limpeza, pintura e colocação de mármore, desde que se mantenha a limpeza dos locais. A Divisão de Cemitérios do município também já realizou limpeza nos oito cemitérios de Passo Fundo e colocou areia à disposição dos visitantes para ser colocada nos vasos de flores e evitar a proliferação do mosquito da dengue.

No Cemitério da Vera Cruz é esperado o maior número de visitantes durante a sexta-feira. Pelo menos 60 mil pessoas devem passar pelo local de acordo com a coordenadora da Divisão de Cemitérios do município Silvana Lima de Melo. No local estão programadas duas missas, às 9h e às 10h na sexta-feira. Na manhã de ontem, diversas famílias estiveram no local para limpar túmulos.

Denise Pozzan Colombelli acompanhou a mãe na limpeza do túmulo onde estão cinco pessoas da família. “É uma tradição que mantemos desde criança e sempre que chega nesta época repetimos o ritual”, conta. Elas aproveitaram a melhora do tempo da segunda-feira e o céu encoberto para realizarem o trabalho.  Da mesma forma, Sueli Alonso repete o trabalho todos os anos. “Todo ano fizemos alguma melhoria. Não é porque a pessoa se foi que a gente deixa de fazer coisas por elas”, diz. No cemitério da Vera Cruz estão enterrados pai, mãe, sogro e avós da mulher.

Réquiem da Paz
O Cemitério Memorial da Paz realiza no dia 1º de novembro o terceiro Réquiem da Paz que é uma homenagem realizada a todas as pessoas sepultadas naquele local. A programação inicia às 20h30 e estão confirmadas as presenças de cinco corais. Ao final da atividade, os grupos farão a apresentação de duas músicas com todos os integrantes. No dia 02, acontecem duas missas, ás 9h e às 17h.

São João
No Cemitério São João da Boa Vista a falta de água tem sido um problema tanto para os usuários quanto para os zeladores que moram no local. Silvana explica que o problema se deve a um transformador que queimou. Para amenizar o problema a Prefeitura leva água com o caminhão pipa para uso geral. No entanto, para consumo, a família que cuida do local precisa comprar água há oito dias.

Antônio Alves da Silva tem o pai e a mãe sepultados no Cemitério São João. Ele e familiares fizeram os últimos reparos no túmulo na manhã de ontem. Ele conta, que desde que a mãe faleceu, há 23 anos, todos os anos ele e os irmãos se reúnem para arrumar o local. “Sempre quando chega nesta época conversamos e quem tem tempo vem até aqui para limpar e deixar tudo em dia. É sempre um trabalho que fizemos com união”, enfatiza. A água disponibilizada pelo caminhão pipa da Prefeitura ajudou na manutenção.

Abandonados
A coordenadora da Divisão de Cemitérios destaca ainda que nos cemitérios do município há uma média de 10% de túmulos abandonados. Ela enfatiza a importância de que as famílias que puderem façam a limpeza e restauração desses locais para contribuir com o visual do ambiente.

Gostou? Compartilhe