Justiça suspende reintegração de posse para ocupação Vista Alegre

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Justiça suspendeu temporariamente  o pedido de reintegração de posse da ocupação Vista Alegre, localizada na rua Princesa Isabel, bairro São Luiz Gonzaga. A decisão saiu no final da tarde de quinta-feira, após ofício encaminhado pela Comissão dos Direitos Humanos de Passo Fundo (CDHPF) para a  4ª Vara Cível da Comarca de Passo Fundo.

A  CDHPF pede a realização de uma audiência com o judiciário para apresentação de proposta pelo município de Passo Fundo em relação à ocupação. No documento, a entidade demonstra a preocupação com o despejo, onde crianças e mulheres podem ficar desabrigadas no rigor do inverno. Também cita a violência praticada pela Brigada Militar durante o despejo da ocupação Lanceiros Negros, em Porto Alegre. A Comissão destaca ainda, os avanços obtidos na reunião realizada na última terça-feira, com o prefeito Luciano Azevedo . No encontro, o chefe do Executivo manifestou intenção de obter local que seria disponibilizado para os moradores da ocupação.

No despacho, o  juiz João Marcelo Barbiero de Vargas suspendeu a reintegração até que sejam ouvidos representantes do Ministério Público e também da Defensoria Pública sobre o caso. Advogada das famílias da ocupação, Ana Carolina Tres Bühler disse que após esta fase haverá uma nova decisão. Na terça-feira, as famílias da ocupação Bela Vista já haviam comemorado a decisão da Justiça em suspender temporariamente a reintegração de posse. As duas áreas estão localizadas na avenida Princesa Isabel, bairro São Luiz Gonzaga. Juntas, elas somam cerca de 250 famílias.

Gostou? Compartilhe