Crianças das ocupações terão confraternização na Gare

No evento, que será realizado no próximo domingo (20), haverá brincadeiras antigas, atrações artísticas, mateada, entre outros

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Proporcionar momentos de diversão, estabelecer uma relação de diálogo com a comunidade e fazer um resgate histórico com a comemoração do Dia das Crianças de décadas atrás. Esses são alguns dos principais objetivos dos 1º Encontro das Crianças das Ocupações, que será realizado no próximo domingo (20), no Parque da Gare. A programação reúne atividades para os pequenos e para a comunidade no geral. Durante toda à tarde, serão feitas diversas brincadeiras antigas, danças, e atrações artísticas, mateada e cortes de cabelo.


O evento foi pensado por lideranças de ocupações, movimentos populares e entidades que prestam trabalho social para promover uma interação de crianças, que em muitos casos, não conhecem o local, de acordo com um dos líderes, Moisés da Cruz. “A gente quer estar com as crianças lá e passar uma tarde agradável, com brincadeiras antigas e refletindo sobre o passado e como as coisas eram diferentes antigamente”, pontua.
A realização de festas para as crianças das ocupações não é novidade. Conforme a integrante da Comissão de Direitos Humanos de Passo Fundo (CDHPF), Edivania Rodrigues da Silva, as atividades são realizadas há cerca de cinco anos, mas não de maneira integrada. “Cada ocupação se organizava como podia para fazer a festa das suas crianças. Esse ano, nós percebemos que algumas áreas da nossa cidade, alguns lugares, nós não conhecemos. Nós não visitamos. A gente não tem a vivência desses espaços”, explica.


Um desses lugares é justamente a Gare que, de acordo com Edivania, tem um peso simbólico pelos investimentos feitos e por ser definido como um espaço da comunidade. “Muitas vezes as pessoas olham nossas crianças e dizem, vamos dar cachorro quente, vamos dar biscoito. Mas nossas crianças não precisam apenas de comida. As nossas crianças precisam também de lazer, de oportunidade. Precisam conhecer lugares históricos para se compreender enquanto sujeitos de direitos nessa perspectiva e nesses lugares. Inclusive saber por que nem sempre elas conseguem estar nesses lugares”, pontua.


Doações
Os organizadores do evento convidam a sociedade a se juntar ao encontro e conhecer os projetos desenvolvidos pelas entidades. Quem tiver interesse em doar brinquedos ou doces, pode entrar em contato com Moisés, pelo telefone (54) 99648-2015, ou Edivania 99613-2948.

Gostou? Compartilhe