Temporal de granizo deixa prejuízo de R$ 6 milhões

Exército de Cruz Alta auxilia na remoção dos entulhos e na distribuição de alimentos e roupas

Por
· 1 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

Um grupo formado por 26 militares da Artilharia Divisional AD3 da 3ª Divisão, e do 29º Grupo de Artilharia de Campanha, ambos do Exército de Cruz Alta, se prontificaram em auxiliar na remoção de entulhos, distribuição de alimentos, mantas e roupas às famílias atingidas pelo temporal em Lagoa Vermelha. A chuva de granizo ocorreu na quinta-feira da semana passada deixando um rastro de destruição no município. No interior, também foram registrados estragos, mas em menor proporção.



Segundo a prefeitura, em torno de 15 mil pessoas foram afetadas pela tempestade, o que totaliza a metade da população do município. Não houve registro de pessoas feridas. Até ontem à tarde, 232 delas seguem desalojadas. Parte abrigadas em residências de familiares ou de amigos.

 

Conforme relatório elaborado pela Secretária de Desenvolvimento Econômico e pela Defesa Civil, os prejuízos econômicos causados pela tempestade de granizo, giram em torno dos R$ 6 milhões. Esse montante significativo, é referente as 4.5 mil residências danificadas. Em relação aos prejuízos contabilizados na economia, a estimativa é de aproximadamente R$ 1,2 milhão no setor da agricultura e R$ 1 milhão na indústria moveleira. A chuva também deixou estragos pelas estradas do município, avaliados em R$ 800 mil. Nas escolas, o dano é de R$ 175 mil e outros R$ 150 mil em prédios públicos.

 

“Essa é a catástrofe de maiores proporções no município, levando-se em conta os prejuízos já registrados”, afirma o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Lagoa Vermelha, João Paulo Salvador. Conforme explica o secretário, no ano de 2017 houve uma tempestade similar, com prejuízos de menores proporções. Nesse caso as Tropas Federais do município de Lages auxiliaram no apoio emergencial. “Em razão disso, criou-se uma relação de apoio, por isso, as tropas do exército de Cruz Alta se prontificaram para auxiliar nas mais diversas atividades depois desse temporal”, pontua.

 

O secretário explica que os recursos recebidos são advindos de doações de diversos locais do estado. “Montamos uma força-tarefa em conjunto com o poder executivo, legislativo e, principalmente, a população, que continua auxiliando”.

 

Até o momento, foram oferecidas 5 mil folhas de telhas de amianto para os casos emergenciais, nos quais existem pessoas acamadas, sem parentes próximos. “O trabalho de atuação desses militares é de suma importância para o município de Lagoa Vermelha. Nossa preocupação agora, é que temos uma corrida contra o tempo, com o levantamento e a análises das atividades dos próximos dias”, diz o secretário João Paulo.

Gostou? Compartilhe