Sindicato patronal propõe reajuste de 5% no piso dos comerciários

Se aprovado, o salário da categoria deve subir para R$ 1.333,50

Por
· 1 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

O Sindicato do Comércio Varejista de Passo Fundo (Sindilojas) deve propor um reajuste de 5% no valor do piso salarial dos comerciários locais até a próxima convenção da entidade patronal com o sindicato da classe, prevista para abril do próximo ano. 

O valor sugerido, de 4,67%, adotou como base de cálculo o atual piso da categoria, fixado em R$ 1.270,00, com a adição do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), conforme explicou o presidente do Sindilojas, Jefferson Kura. “O valor é retroativo de abril deste ano. Nós recomendamos aos lojistas o pagamento do diferencial atrasado”, mencionou. Caso a proposta seja aprovada, os cerca de 16 mil funcionários do comércio lojista municipal devem receber R$ 1.333,50.
O presidente do Sindicato dos Comerciários, Tarciel da Silva, afirma, no entanto, que embora o Sindilojas tenha definido a porcentagem de reajuste, o órgão representativo dos trabalhadores do comércio ainda não foi notificado formalmente sobre a decisão para que as partes abram um corredor de negociações.
Comércio abre com MP
Celebração unificada por lei municipal desde 1983, o feriado do dia 8 de dezembro – que marca a passagem religiosa da padroeira de Passo Fundo, Nossa Senhora da Conceição, e o Dia do Município-, a data não laboral deve assegurar a abertura do comércio na cidade, segundo Kura. Com a anuência da Medida Provisória (MP) Verde e Amarela publicada em 13 de novembro no Diário Oficial da União (DOU), as alterações propostas pelo governo federal autorizam o trabalho em domingos e feriados, desde que o descanso semanal seja compensado em outro dia da mesma semana.

Gostou? Compartilhe