Cartaz pintado por menino vira corrente nas redes sociais

Mensagem de otimismo para enfrentar a quarentena foi reproduzida por outras crianças

Por
· 1 min de leitura
Em tinta, o pequeno reproduziu uma mensagem de alento em meio à pandemia de coronavírusEm tinta, o pequeno reproduziu uma mensagem de alento em meio à pandemia de coronavírus
Em tinta, o pequeno reproduziu uma mensagem de alento em meio à pandemia de coronavírus
Você prefere ouvir essa matéria?

“Fique em casa. A tempestade vai passar”, dizia a pintura em papel feita pelo pequeno Benício Bertolini e fixada na varanda do apartamento onde mora com a mãe, Daniela Bertolini, e o pai, Elisandro Bertolini, ainda no sábado (21). Acompanhada pela ilustração de um arco-íris, a mensagem encorajou outras crianças a reproduzirem o cartaz enquanto cumprem o isolamento social necessário para evitar o contágio pelo novo coronavírus, em Passo Fundo.
A corrente começou a repercutir nas redes sociais de modo espontâneo, conforme contou Daniela, e já no dia seguinte ao desafio lançado pelo próprio Benício aos colegas de escola, no domingo (22), os desenhos começaram a se multiplicar nas áreas externas das casas. “Ele gravou um vídeozinho e eu mandei no grupo de mães do Colégio Notre Dame. Não esperávamos que fosse repercutir tanto”, disse. A sugestão de ilustração, aliás, partiu de uma amiga da advogada, que reside no Canadá. “Eu fiz esse cartaz com o arco-íris para todo mundo saber que tem que ficar em casa porque, quando o coronavírus chegar, ele vai ver que não tem ninguém na rua passeado e vai embora”, explicou o pequeno em uma segunda gravação em vídeo.


Vitrines vivas
O colorido de uma das sacadas, no centro da cidade, despertou a atenção da família Zanatta. Vizinhos de prédio, a uma distância de aproximadamente 100 metros entre um edifício e outro, o fotógrafo Diogo Zanatta foi alertado pela mãe, durante o almoço, sobre o conteúdo do cartaz. “Como estou pensando em fotografar a rotina das pessoas nas janelas dos apartamentos, fiz o registro e guardei”, contou ele.
As fotografias foram, posteriormente, publicadas também nas redes sociais de Zanatta e chegaram até Daniela. “Eu entrei em contato porque ele [Diogo] estava procurando quem tinha feito o cartaz e contamos a história”, lembrou ela. Nessa troca de mensagens, o fotógrafo soube que, na mesma segunda-feira (23) do registro fotográfico, Benício estava celebrando o aniversário de 7 anos. “Imagina passar o aniversário trancado em casa, ainda mais para um criança”, ponderou.
De uma sacada a outra, a celebração veio acompanhada pelo endosso à corrente iniciada por Benício. “Nós contatamos um amigo, dono de uma empresa de comunicação visual, e confeccionamos uma faixa que reproduzia o desenho do menino para parabeniza-lo”, narrou Diogo. “Ele me ligou e quando saímos na janela, a faixa estava lá. Ficamos muito felizes mesmo”, recordou Daniela. “Há uma semana, só vínhamos para casa para dormir e comer, e hoje estamos utilizando os espaços para lazer porque é através da sacada e da janela que temos visto o mundo lá fora”, relatou ela.

Gostou? Compartilhe