Inscrições para concurso literário vão até 3 de setembro

Contistas de todo país já podem realizar a sua inscrição no 15º Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães

Por
· 3 min de leitura
Foto: Natália Fávero/Divulgação UPFFoto: Natália Fávero/Divulgação UPF
Foto: Natália Fávero/Divulgação UPF
Você prefere ouvir essa matéria?

Curto e breve, seres humanos ou outros seres, fantasia ou acontecimentos... Ah, os contos! Não é à toa que é um dos gêneros narrativos mais importantes e tradicionais da literatura. Foi esse gênero que cativou um dos grandes escritores brasileiros: Josué Guimarães. E foi em um concurso de contos que Josué foi lançado à literatura. Dedicado à formação de leitores, ele dá nome a um dos mais prestigiados concursos literários do país: o Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães, que está em sua 15ª edição e com inscrições abertas pelo site www.concursojg.com.

Como toda a obra de ficção, o conto apresenta um narrador, personagens, ponto de vista e enredo. É conciso, tem um único conflito e uma narrativa curta, que faz refletir, leva ao ápice e encanta. “É como que concentrasse em si, em poucas páginas, as demandas e as questões de seu momento estético, social e político. Por isso, ler contos é mergulhar em uma perspectiva privilegiada de mundo”, revela o professor da Universidade de Passo Fundo (UPF), Miguel Rettenmaier, doutor em Teoria da Literatura, coordenador do Acervo Literário de Josué Guimarães (Aljog/UPF) e um dos coordenadores das Jornadas Literárias de Passo Fundo.

Ao lado de Josué Guimarães, o Brasil tem grandes contistas como Clarice Lispector, Caio Fernando Abreu, Machado de Assis, Conceição Evaristo, Álvares de Azevedo e Guimarães Rosa, por exemplo. “Os anos de 1970 são considerados a década do conto, em um momento em que esse gênero, em publicações de destaque, alicerçou formas importantes de crítica ao regime repressor de então. Justamente nesse momento, na década de 70, e na mesma referência questionadora, surge o Josué Guimarães contista, conquistando um prêmio em um concurso nacional de contos de grande relevância naquele momento”, destaca Rettenmaier.

E, por isso, iniciativas como o Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães são importantes espaços para novos escritores apresentarem os seus trabalhos. Nesta edição, o concurso homenageia o centenário de nascimento de Josué, que tanto incentivou a literatura no país. “Autores novos e inéditos, em concursos, sempre têm algo novo a nos mostrar. Um concurso de contos tira das gavetas coisas que só seriam lidas nesse tipo de circunstância. Josué Guimarães, por exemplo, como jornalista, flertava desde jovem com a estética literária nos textos de imprensa, mas jamais, antes de sagrar-se vencedor em um concurso de contos, admitiu-se como “escritor”. Sua prova de fogo veio nesse tipo de evento”, enfatiza o professor.

Mas, em um concurso, quem sai ganhando não são só os escritores, o público leitor também sai vitorioso. “Em um concurso destinado a descobrir talentos, temos dois polos em desenvolvimento, o criador literário, que conquista visibilidade em seu trabalho, e o público leitor, que se vê incentivado a ler e a formar-se leitor”, afirma Rettenmaier.

O 15º Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães é promovido pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual do Livro (IEL), em parceria com a Universidade de Passo Fundo (UPF) e com apoio da Prefeitura de Passo Fundo e da coordenação geral das Jornadas Literárias de Passo Fundo.


Inscrições para o 15º Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães

As inscrições serão realizadas exclusivamente pela página do concurso na internet (www.concursojg.com), até às 17h do dia 3 de setembro de 2021. O concurso destina-se a contistas, acima de 18 anos, com obras publicadas ou não, que apresentem textos inéditos, não publicados também na internet. Outras informações também podem ser obtidas pelo e-mail iel@sedac.rs.gov.br.


Premiação

Receberão premiação em dinheiro os classificados em primeiro, segundo e terceiro lugares, nos valores de R$ 4 mil, R$ 3 mil e R$ 1 mil, respectivamente. Entre os critérios que serão levados em consideração estão: qualidade literária, criatividade e originalidade, rigor técnico e coerência de linguagem. Os contos apresentados serão avaliados por uma comissão designada pela coordenação geral das Jornadas Literárias, criada especialmente para esse fim. A premiação ocorrerá em cerimônia oficial, em data a ser definida, estimada inicialmente para o mês de dezembro de 2021.


Gostou? Compartilhe