Grupo ECB e bp firmam acordo com biocombustíveis avançados

O contrato envolve a compra de mais de 1 bilhão de litros do combustível de baixo carbono com início em 2024

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O ECB Group tem o orgulho de anunciar a assinatura de um contrato com a bp, empresa integrada de energia global com ampla participação na cadeia de fornecimento de energia mundial, para vender mais de um bilhão de litros de biocombustíveis avançados.

O combustível será produzido a partir de 2024 na biorrefinaria Omega Green a ser construída no Paraguai. Este contrato representa passo importante para a redução das emissões de gases de efeito estufa, que começa com a produção no Paraguai e deve se estender internacionalmente.

“Estamos orgulhosos deste acordo com uma organização como a bp, que é tão importante no setor de energia e que pretende ser uma empresa neutra em carbono até 2050 ou antes e ajudar o mundo a chegar a mesma meta”, disse Erasmo Carlos Battistella, CEO do ECB Group.

"O ECB Group acredita que os biocombustíveis representam a melhor opção para a transição energética que o mundo precisa fazer", acrescenta.

O ECB Group é o maior produtor de biodiesel do Brasil com uma capacidade anual de 828 milhões de litros. Com este contrato, assinado em 5 de janeiro de 2021, o grupo se posicionará como o maior produtor de biocombustíveis avançados do hemisfério sul e o maior fornecedor de biocombustíveis avançados para bp neste continente.

A usina de biocombustível avançado Omega Green será construída no Paraguai e terá capacidade total de produção de 20 mil barris por dia, produzindo uma mistura de combustíveis como HVO (Óleo Vegetal Hidrotratado, também conhecido como Diesel Renovável), SPK (Querosene Parafínico Sintético, também conhecido como Sustainable Aviation Fuel ou Biojet), e Green Naphtha (usado na indústria química para fazer plástico verde, entre outros produtos).

O empreendimento Omega Green inclui a empreiteira Honeywell UOP, proprietária da tecnologia de refino de combustível renovável para UOP Processreactors ™, Crown Iron Works, uma empresa dos EUA que fornece o equipamento de pré-tratamento atualizando as matérias-primas renováveis para uma qualidade adequada para refino em biocombustíveis, e Acciona, uma das maiores empresas de engenharia e construção do mundo.

Carol Howle, vice-presidente executiva da bp de trading & shipping, disse: “Este negócio com um grande produtor brasileiro é uma compra significativa de biocombustíveis avançados pela bp na América do Sul e fornece uma base importante para o crescimento na região. Juntamente com nossos outros negócios de biocombustíveis na região, e em linha com nossa estratégia, podemos oferecer combustível de baixo carbono aos nossos clientes nos setores de transporte rodoviário e aviação”.


Gostou? Compartilhe