Vacinação contra a Covid-19 será aberta para pessoas com 43 anos ou mais neste sábado (26)

Salas de vacinação, no CTG Lalau Miranda, fecham às 13h

Por
· 2 min de leitura
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Você prefere ouvir essa matéria?

Com a confirmação de recebimento de 2,4 mil unidades da Pfizer, 1,7 mil da Coronavac e 1,4 mil da Janssen, o município vacinará, neste sábado (26), pessoas com 43 anos ou mais.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, avalia que a cidade vacina em ritmo acelerado e, hoje, é a primeira que mais vacinou com a primeira dose entre as 12 mais populosas do Estado. “Contamos com um fluxo organizado para iniciar as aplicações assim que as remessas são recebidas. Mais de 41% da nossa população já iniciou o esquema vacinal”, considera.

A vacinação será realizada somente no CTG Lalau Miranda, das 8h às 13h. Para a aplicação da vacina, é preciso apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e comprovante de residência.

Conforme a secretária e a assessoria de imprensa da PMPF, pessoas de outros grupos já vacinados, como é o caso das com comorbidades e dos trabalhadores da educação, também podem ser vacinadas. “A vacinação avança por critério de idade, mas quem perdeu a data do seu grupo ainda pode fazer a vacina. Basta comparecer ao local de vacinação com os documentos referentes ao seu público-alvo”, enfatiza.

Ao falar sobre a disponibilidade de três imunizantes, Cristine ressalta que não é possível escolher qual será aplicado. “Temos trabalhado com a ideia de que a melhor vacina é aquela que vai para o braço porque identificamos a espera de algumas pessoas por determinada vacina. Todas as vacinas são eficazes e seguras”, salienta.

Segundas doses

Enquanto é o primeiro em aplicação de primeiras doses, o município ocupa a terceira posição entre os 12 mais populosos que mais vacinaram com segundas doses. Atrás de Porto Alegre e Pelotas, Passo Fundo tem chamado a atenção da população para a importância de concluir a segunda dose.

A secretária de Saúde pondera que a dose extra foi definida pelos laboratórios para ampliar e prolongar a eficácia da vacina. “Para que haja a eficácia projetada pelos imunizantes, é preciso concluir o esquema preconizado pelos laboratórios. As três vacinas que já foram aplicadas em Passo Fundo, que são a Coronavac, a AstraZeneca e a Pfizer, requerem duas doses. Somente a Janssen, que começaremos a aplicar no sábado, é aplicação única”, menciona.

Neste momento, são aplicadas segundas doses de Coronavac para todas as pessoas com atraso e segundas doses da AstraZeneca para pessoas com prazo de até 28 de junho para concluir o esquema vacinal. A aplicação da Coronavac é realizada na Central de Vacinas a partir de agendamento pelo telefone (54) 3311-6494. Já a da AstraZeneca ocorre de segunda a sexta-feira nos Cais Hípica, Vila Luíza e Ambulatório de Especialidades, das 9h às 16h, e nas ESF Nenê Graeff, Zachia, São José, Donária/Santa Marta e Vila Nova, das 9h às 12h e das 13h às 15h.

Gostou? Compartilhe