OPINIÃO

Uma pergunta jamais respondida

Por
· 4 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O projeto denominado Colônia Erechim, criado por força de lei no ano de 1908, foi tão bem sucedido, que no prazo de uma década seu território foi elevado a município. Passado mais de um século ainda pairam dúvidas sobre a decisão do presidente do Estado, como eram chamados os governadores do RS durante a primeira república, na escolha de sua sede. O artigo 1º do decreto de 30 de abril de 1918, assinado por Borges de Medeiros, determinava: “Fica elevado à categoria de município o atual 8º Distrito de Passo Fundo, com a denominação de Erechim, tendo por sede a Vila de Boa Vista, outrora povoado de Paiol Grande.”

II - A elevação de Paiol Grande a condição de vila e a mudança do local com um nome menos prosaico, na definição dada à época, nunca foi assimilada pela comissão de emancipação. Todos seus membros, a exceção de Albino Stumpf, eram moradores da então dinâmica Erechim, que passaria a figurar como 2º Distrito do município com o mesmo nome. Sua emancipação seria alcançada no último mês de 1934, com o nome de Getúlio Vargas. O fato mereceu a atenção de Petrus, pseudônimo de Romeu Paiva, no Esboço Histórico número 8, publicado no nº 13 da Revista de Erechim, em agosto de 1952.

III - Mesmo sem formação na área, Petrus, e outros cronistas, como o advogado Wilson W. Weber, se aventura na história local. Seus artigos publicados na revista editada pelo jornalista Estevam Carraro continuam, até o tempo presente, como importante fonte de consulta. Na abertura do texto Petrus apresenta um possível diálogo ocorrido em Paiol Grande nos primeiros dias de maio de 1918: “Será mesmo verdade que Paiol Grande é Vila agora, perguntava o apreensivo Firmo Martins debruçado no tosco balcão de seu hotel, ao João Sicoli.” E vem a resposta: “É verdade, eu acabo de ver o telegrama que o Albino Stumpf recebeu hoje.” “Dizem que o intendente provisório vai ser o Dr. Ayres Brito.”

IV - A reação das lideranças de Erechim, frustrada por não ter sido a localidade escolhida como sede do novo município, também é descrita por Petrus. “A turma que almejava para lá a grande honra de dirigir o município, reunia-se desolada e sem graça na farmácia do Ariovaldo.” E na sequência, o diálogo entre os próceres da emancipação: “Como foi isso, dizia o Ariovaldo ao Cândido Cony; o senhor não garantiu que o Dr. Borges iria vilar Erechim?” E a resposta ao major: “É seu Ariovaldo, o Edmundo Paiva e o Costa Matos estão também por conta e foram falar com o Mathias Lorenzon.” O desafio de não se curvar a Paiol Grande foi, no suposto diálogo, feito por Costa Matos.

V - Apesar de fidelíssimos ao Partido Republicano Riograndense, os homens que buscaram com escopo a emancipação do 8º Distrito de Passo Fundo não tiveram os apelos atendidos por Borges de Medeiros. De nada valeram os argumentos quanto à pujança econômica de Erechim, que possuía o único jornal da região, editado pelo major Cândido Cony. A chama autonomista reascendeu novamente em 1924 sem, no entanto, lograr êxito. Os ventos na política estadual e nacional mudaram a contar da chamada Revolução de 1930. As relações com Flores da Cunha, que já eram boas, se estreitaram ainda mais quando, em outubro de 1933, o interventor do governo do Estado foi homenageado com o nome da praça local. No ano seguinte, no dia 18 de dezembro, o distrito seria elevado a município.

Curtas:

# O PP de Getúlio Vargas realiza sua convenção para definir coligações e oficializar os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores.

# Os convencionais do partido presidido por Elgido Pasa vão se reunir na próxima sexta-feira (11), às 19h30min, no Salão de Atos da prefeitura.

# Também o MDB já lançou o edital para a convenção, que está programada para o dia 15 de setembro, às 16h, no nº 766 da Rua Francisco Stawinski.

# Na pauta do edital, assinado por Leandro Slaviero, presidente do diretório municipal do MDB, a decisão acerca de coligações e escolha dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores.

# O novíssimo PRTB, que tem sua comissão executiva provisória presidida por Vladimir Lopes Tessari, também publica, nesta sexta-feira, o edital de convocação.

# Os filiados do PRTB vão escolher os candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores e sortear os números para os candidatos à eleição proporcional.

# Os dirigentes do PSL de Erechim devem buscar uma solução judicial para que possam se habilitar às eleições de 15 de novembro.

# Márcio Toginski, presidente do PSL da Capital da Amizade, revelou à imprensa que a direção estadual da sigla não liberou as senhas do Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias.

# Os filiados à legenda vitoriosa do presidente Bolsonaro (sem partido) tem como pré-candidato a prefeito o suplente de vereador Kaká Coffetti.

# Em Getúlio Vargas, a comissão provisória do PSL, presidida pelo advogado Ramão Pedroso do Prado, saiu de cena e parte do grupo parece ter migrado para o PRTB.

# A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça recebeu, por unanimidade, denúncia do Ministério Público contra o prefeito de São Valentin.

# Reeleito a prefeito em 2016, Cleomar Scandolara (MDB), um funcionário da prefeitura de São Valentin, e o proprietário de uma gráfica são apontados por desvio de verbas públicas.

# O valor do desvio, segundo a assessoria de imprensa da Procuradoria de Justiça de Prefeitos, é de pelo menos R$ 13.890,00, calculado apenas o sobre preço.

# Observando o que determina a Justiça Eleitoral, pré-candidatos para as eleições municipais vêm intensificando o uso das redes sociais.

# Chama a atenção pelo conteúdo, a postagem nas re-des sociais, feita nesta semana, pelo comunicador e advogado Edson Machado da Silva (PSDB), pré-candidato a vereador de Erechim.

# Edson da Rádio, como é conhecido, começou sua carreira de comunicador ainda muito jovem, na Sideral, de Getúlio Vargas.

# Durante mais de duas décadas foi âncora do programa Rádio Cidade, na Difusão AM, em Erechim.

# Além da curta apresentação, que inclui as especializações na área do Direito, Edson afirmou conhecer bem as Leis, principalmente a Lei Orgânica do município, e que sabe elaborar projetos.

# Em poucas linhas soube sintetizar os atributos necessários para buscar os votos indispensáveis para atuar no Poder Legislativo.


Dito & Feito


A gentileza, um dos tantos predicados dos nativos do país do sol nascente, ficou evidente na manhã de quinta-feira (03). Durante o encontro com o deputado Ernani Polo (PP), presidente da Assembleia, o novo Cônsul do Japão em Porto Alegre, Takashi Yokoyama, sorveu com gosto um mate, revelado pelo sorriso capturado pelo fotógrafo do Palácio Farroupilha.

Gostou? Compartilhe