OPINIÃO

Você tem certeza de que está fazendo um bom investimento?

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O momento econômico é muito propício para a aquisição de imóveis, especialmente por parte do público investidor que pode ter rendimentos mais seguros e rentáveis ao longo do tempo. Porém, uma das maiores dúvidas de quem não conhece a fundo o mercado imobiliário, mas quer começar a investir em imóveis, é saber reconhecer um bom negócio antes de efetivá-lo. Mais do que isso, para fazer um bom investimento imobiliário é preciso ir além da efetivação do negócio.

Primeiro é importante entender que a rentabilidade de um imóvel pode vir ao mesmo tempo de duas vertentes distintas: a venda e a locação. Portanto, todas as suas escolhas, desde antes até após a aquisição, devem considerar essas duas possibilidades.

Todo valor de venda de um imóvel segue uma linha ascendente de crescimento, normalmente bem mais acentuada nos primeiros anos de construção, mas que vai se acomodando um pouco mais com o passar dos anos. Essa valorização inicial é uma das coisas que justifica, por exemplo, a preferência de muitos investidores pela aquisição de imóveis ainda na planta, que além de mais baratos e com condições de pagamento mais atrativas, também sofrerão uma valorização bem significativa até ficarem prontos.

Mas é claro que imóveis na planta não são as únicas opções para quem quer investir. Imóveis prontos, sejam eles novos ou usados, são ótimos especialmente para quem já pretende adquirir rentabilizando também através da locação. Em Passo Fundo este é um tipo de investimento muito bem consolidado. Vivemos em uma cidade dinâmica, que atrai pessoas com diferentes perfis, sejam pré-vestibulandos, universitários, médicos residentes ou profissionais de outras áreas, que consequentemente, buscam bons lugares para morar.

Então, para manter seu imóvel no radar desses públicos, é preciso investir em localização e qualidade. Kitnetes e apartamentos de um ou dois dormitórios são os mais procurados, especialmente quando localizados no centro da cidade ou próximo de hospitais e faculdades. Outro fator determinante para a maioria das pessoas que buscam um imóvel para alugar, é a mobília. A mobília é indicada independente do perfil do imóvel por facilitar a mudança do inquilino que, neste caso, não precisará se preocupar em adquirir os pŕoprios móveis ou transportar o que possui ao novo lar. Para o proprietário, mobiliar não só destaca o imóvel frente a outros ainda vazios como também pode somar ao próprio valor de aluguel. Se esta for sua intenção, tente optar por uma mobília planejada para valorizar ainda mais o imóvel e otimizar os espaços. A tentativa é válida mesmo quando o investimento disponível é menor possibilitando somente a mobília dos principais cômodos, como cozinha, banheiro e dormitórios.

Além disso, investir em um imóvel também exige um cuidado contínuo com a sua aparência e funcionalidade. Com o passar do tempo, é normal que sejam necessárias algumas benfeitorias para que ele possa continuar sempre atrativo o suficiente para vender ou alugar mais facilmente. Porém, engana-se quem acha que cuidar da estética do imóvel já é o suficiente. Manutenções periódicas na parte elétrica e hidráulica são fundamentais para evitar o acúmulo de problemas ocultos que possam ocasionar grandes despesas no futuro. 

Por fim, cuidar do seu patrimônio também passa por contar com uma imobiliária de confiança que facilite essa gestão e garanta a conservação do imóvel, caso seja locado. Afinal, dedicar essa atenção é fundamental para poder potencializar seus rendimentos e, claro, fazer valer o investimento inicial.

Gostou? Compartilhe