Preso suspeito de envolvimento em homicídio de passo-fundense

Corpo da vítima foi encontrado em Mato Castelhano, em uma estrada vicinal, possivelmente onde ocorreu o delito

Por
· 2 min de leitura
Pouco antes do crime, a vítima embarcou em um automóvel, que acessou a BR 285Pouco antes do crime, a vítima embarcou em um automóvel, que acessou a BR 285
Pouco antes do crime, a vítima embarcou em um automóvel, que acessou a BR 285
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil identificou a autoria de um homicídio ocorrido em novembro deste ano, quando um jovem de 27 anos foi encontrado morto às margens de uma estrada vicinal, próximo a BR 285, em Mato Castelhano. Um dos envolvidos foi preso preventivamente na manhã dessa sexta-feira (21) pela equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).


Na ocasião, o passo-fundense Pablo Colombelli Mello foi encontrado por um morador do interior da cidade vizinha, logo no amanhecer. O corpo apresentava duas perfurações causadas por tiro: uma na perna e a outra na cabeça. Em depoimento prestado, o investigado negou participação com o crime, mas admitiu que esteve com a vítima horas antes da sua morte.
A polícia chegou ao suspeito através das investigações. Durante diligências foram ouvidas testemunhas, pessoas próximas à vítima e analisadas imagens de câmeras de vídeo instaladas nas imediações de uma cervejaria, onde Mello foi visto pela última vez.


Segundo relato policial, a vítima foi vista embarcando em um automóvel Corsa de quatro portas, que seguiu em direção ao bairro Cidade Nova e acessou a BR 285 em seguida, em direção à Lagoa Vermelha, rodovia que dá acesso ao local onde o corpo foi encontrado.


O jovem identificado, de 24 anos, deu sua versão e alegou que foi convidado pelo conhecido, que já havia sido amigo próximo antes de um desentendimento há alguns meses, para beber. Os dois teriam bebido e fumado maconha juntos e depois, o suspeito conta ter deixado a vítima no bairro, em alguma rua que não sabe mais precisar.


Já em relação aos demais envolvidos, já que havia mais duas pessoas no carro, além da vítima e do autor identificado, o jovem disse que tinha apenas uma terceira pessoa, que também não conhecia. As investigações continuam para identificar os demais envolvidos e apurar a motivação. O preso foi recolhido ao presídio.


Relembre
O passo-fundense foi morto na noite de uma terça-feira, mas o corpo foi encontrado somente na manhã seguinte (14). De acordo com o morador da propriedade mais próxima do local, foram ouvidos dois tiros durante a noite, quase às 23h. Depois dos estampidos também se ouviu o barulho de um carro e o som dos pneus sobre as pedras da estrada de chão. Ninguém saiu para ver o que havia ocorrido, por segurança.


Na manhã seguinte, um dos moradores se dirigiu a pé até a rodovia, para pegar ônibus. No meio do caminho se deparou com o corpo caído ao lado da estrada e ligou para o pai, que ainda estava em casa, avisando o ocorrido.


Um policial militar de Mato Castelhano foi informado e solicitou à Polícia Rodoviária Federal a verificação do fato. A guarnição se dirigiu até o local e encontrou o cadáver. A Polícia Civil foi acionada. O lado do corpo que podia ser visto, não apresentava sinais de violência ou manchas de sangue. Somente com a chegada da equipe do Instituto Geral de Perícias que foi possível constatar o crime. Dois tiros atingiram a vítima na perna e na cabeça. Havia lesões nas costas.

Gostou? Compartilhe