Cruz Alta: mais uma fuga de presídio no Estado

Já são quatro fugas de presídios registrados no ano

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Nesta madrugada (19), três apenados escaparam do Presídio Estadual de Cruz Alta pelo teto. As câmeras de monitoramento flagraram quando os detentos saíram pelo teto da casa prisional e pularam próximo a uma guarita desativada. Segundo informações do Comando Regional de Policiamento Ostensivo (CRPO) e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) os presos, que ocupavam a mesma cela, usaram garfos e facas para abrir um buraco no concreto de uma laje. O alarme do presídio chegou a disparar. A Brigada Militar foi acionada para realizar as buscas. Os policiais encontraram chaves de fenda, alicates e uma barra de ferro.

 

Um carro auxiliou na fuga dos detentos, identificados como Ezequiel David Trindade, Cristin Vieira e José Felipe de Oliveira. O presídio de Cruz Alta comporta 399 apenados, porém tem capacidade para apenas 90 presos. Segundo a Susepe o Rio Grande do Sul acumula um déficit de 10 mil vagas nos presídios. São mais de 40 mil presos no estado.

 

Fugas no Estado

12 de janeiro: 17 apenados fugiram do Presídio Regional de Passo Fundo após uma picape derrubar o portão de entrada. 13 já foram capturados, restam quatro.

8 de fevereiro: 10 detentos do regime semiaberto fugiram do presídio de Bento Gonçalves, quando os presos quebraram uma parede que dá acesso à rua. Dois já foram capturados.

17 de fevereiro: 13 apenados fugiram do Presídio Estadual de Erechim após terem feito um buraco embaixo da cama de um dos presos. Quatro foram capturados no mesmo dia.

Gostou? Compartilhe