Empresário disponibiliza terreno e construção de nova delegacia

Segundo Adroaldo Schenkel, projeto para Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) já foi enviado à SSP/RS

Por
· 2 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil já tem em mira um novo espaço para a construção da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), interditada desde fevereiro por problemas na estrutura. De acordo com o delegado regional, Adroaldo Schenkel, um empresário disponibilizou terreno e construção para novo prédio com valores abaixo do mercado. Ainda conforme o delegado, um projeto foi enviado há cerca de 20 dias à Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul (SSP/RS) e aguarda resposta. 

 

“Estamos em tratativas com um empresário e está em fase de aprovação com a SSP com urgência. O valor proposto é bem abaixo da média de Passo Fundo para esse tipo de empreendimento”, pontuou o delegado. Desde que a unidade na Petrópolis foi interditada, os serviços da DPPA foram transferidos para a 1ª Delegacia de Polícia. Um local, segundo Schenkel, que não é adequado para a demanda do município.


“O espaço é limitado, a cela é limitada, não há um balcão grande de atendimento. O próprio espaço do público que aguarda para ser atendido é pequeno e não possui estacionamento apropriado, nem para o público, nem para as viaturas”, justificou. Schenkel não deu detalhes de como foram as tratativas com o empresário – de quem partiu a iniciativa – ou onde fica localizado o endereço. Mas, de acordo com ele, caso projeto seja aprovado pela SSP, unidade deve contemplar apenas a DPPA.


Quanto ao prédio antigo, o delegado se limitou a dizer que está “sob avaliação da Secretaria de Obras do Estado”. Inicialmente, o projeto para o local era de que ele contemplasse todas as Delegacias, o que permanece mantido, caso, em um novo laudo, as reformas sejam autorizadas.
“É a alternativa que temos por ora, em razão da inesperada interdição. Mas após tentar dezenas de imóveis ele [empresário] apresentou uma proposta”, esclareceu Schenkel.


A preocupação era de que fosse encontrado um local com boa localização – que permita estacionamento adequado – e que possua a estrutura de delegacia adequada para receber a comunidade e os policiais. Segundo o delegado, em outras unidades visitadas, não seriam permitidas reformas e por isso a Polícia seguia em busca. O projeto aguarda autorização da SSP para que seja efetivado.

 

O Problema
Iniciado em 1996, o edifício da Delegacia de Pronto Atendimento da Polícia Civil de Passo Fundo (DPPA) foi projetado para comportar todas as delegacias do município. Entraves licitatórios, no entanto, dificultaram o prosseguimento das obras que, quando iniciadas, não tinham previsão para a conclusão. Além do atraso, a burocracia comprometeu a finalização do espaço. 


No início do ano passado, em uma iniciativa de empresas do setor privado e entidades da sociedade civil, algumas reformas necessárias foram realizadas no edifício e acompanhadas pelo delegado Gilberto Mutti Dumke, titular da DPPA.


Neste ano, o prédio foi reprovado em laudos técnicos emitidos por engenheiros civis, contratados pelo Estado, ao sinalizar problemas estruturais que poderiam oferecer risco aos policiais e demais pessoas que, ali, circulavam diariamente, o que causou sua interdição.

Gostou? Compartilhe