Vigilante da Semeato morre em tentativa de assalto

Ele manteve um dos assaltantes detido, mas foi atingido por disparos de arma de fogo

Por
· 1 min de leitura
Claudio Rodrigues da Silva tinha 48 anos e era o primeiro dia de trabalho como vigilante naquele local

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O vigilante da Semeato Claudio Rodrigues da Silva, de 48 anos, morreu na noite de quinta-feira (5) ao ser atingido por disparo de arma de fogo enquanto fazia a segurança do Horto Florestal, na localidade de Santo Antônio do Planalto.  Era o primeiro dia de trabalho do vigilante naquele local.

 

De acordo com o Boletim de Ocorrências, antes de morrer, Silva estava em contato por telefone com outros dois colegas que buscaram a Brigada Militar. Durante a ligação, Silva teria dito que havia detido um homem que havia tentado assaltar o local.

 

Uma guarnição, junto das testemunhas, se deslocou para a localidade, mas cerca de 100 metros antes de chegarem até Silva ouviram disparos de arma de fogo. Em seguida os policiais encontraram Silva baleado.

 

Ainda conforme o Boletim de Ocorrências, foi ouvido uma movimentação na mata e houve troca de tiros entre os policias e os possíveis comparsas  do assaltante, antes detido por Silva.

 

As testemunhas contaram também que Silva disse que o homem estava em contato por telefone com colegas, pedindo resgate.

 

A arma que o vigilante usava foi levada.

 

O caso é tratado como latrocínio, quando há roubo seguido de morte.

Gostou? Compartilhe