Assaltantes mortos em Paraí já foram identificados

Trabalho de identificação encerrou na segunda-feira e foi feito pelo Posto Médico Legal de Passo Fundo

Por
· 1 min de leitura
A tentativa de assalto a duas agências bancárias aconteceu na última sexta-feiraA tentativa de assalto a duas agências bancárias aconteceu na última sexta-feira
A tentativa de assalto a duas agências bancárias aconteceu na última sexta-feira
Você prefere ouvir essa matéria?

O Posto Médico Legal de Passo Fundo encerrou ontem, o trabalho de identificação dos sete assaltantes mortos em um confronto com a polícia na cidade de Paraí, na madrugada da última sexta-feira (6).

Seis deles foram identificados ainda no sábado, são eles: Eroni Francisco Tauchen Lourenço, Emerson Chagas Fernandes, Jônatan de Souza Dutra, Flávio Alessandro Graminha de Freitas, Emanuel Terra dos Santos e Jorge Luís dos Santos Rosa Júnior. A confirmação do sétimo assaltante aconteceu nesta segunda-feira e trata-se de Leonardo Pereira da Silva. Não foram divulgadas as idades dos assaltantes mortos.

O Comandante Geral da BM, coronel Rodrigo Mohr Picon, comentou que o grupo estava sendo monitorado, e que o setor de inteligência da Brigada Militar tinha a informação de que alguma cidade da região serrana seria alvo dos assaltantes. “A polícia tinha informações através do trabalho de inteligência e tinha a área toda mobilizada de efetivo a partir dessas informações. Participaram o 4º batalhão de Caxias, a força tática do 3º batalhão de áreas turísticas de Bento Gonçalves e mais a área de inteligência do comando Serra”, disse.

O líder do grupo seria Eroni Francisco Tauchen Lourenço, ele era natural de Osório, e estava em situação de foragido. Ele foi o primeiro a ser identificado, pois carregava uma mochila com seis quilos de explosivos, e seria a pessoa responsável pela realização das detonações dentro das agências bancárias.

Relembre o fato:

Durante a madrugada de sexta-feira (6), sete criminosos foram mortos em confronto com a polícia, quando tentavam arrombar caixas eletrônicos das agências do Banco do Brasil e Sicredi na cidade de Paraí, região serrana do Rio Grande do Sul.

Durante 15 minutos, a intensa troca de tiros entre os treze policiais da Brigada Militar, que faziam ronda noturna no momento do confronto, e os integrantes da quadrilha despertou os moradores da pacata cidade, distante 88 quilômetros de Passo Fundo. Segundo a Polícia Civil, o grupo chegou ao município de 7,5 mil habitantes por volta das 2 horas da madrugada em dois carros. Com emplacamentos de Porto Alegre, os investigadores suspeitam que os veículos tenham sido roubados na região metropolitana da capital gaúcha e as placas clonadas. Durante o confronto com a polícia, todos os assaltantes foram mortos.

Gostou? Compartilhe