Famílias assentadas recebem títulos de propriedade

Ao todo, 28 famílias receberam a propriedade de seus lotes

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Como parte da programação oficial da Expodireto Cotrijal 2020, na Casa da Família Cotrijal, na manhã de hoje, 2, foi realizada a entrega dos títulos de propriedade para famílias do Assentamento Libertação Camponesa, de Não-Me-Toque. Ao todo, 28 famílias receberam a propriedade de seus lotes, que representam mais de 100 pessoas moradoras e produtoras do assentamento, que teve início em março de 1993 em uma área de 369 hectares. Cada família tinha a posse e direito de uso, que agora se transforma em propriedade, de lotes entre 10 e 13 hectares.

No assentamento, as famílias produzem soja, milho, leite, silagem, além de outras culturas para subsistência e comercialização em feiras de pequenos produtores. De acordo com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, a entrega dos documentos definitivos garantirá acesso a inúmeros benefícios para as famílias e a emancipação para produção e geração de renda. Para Nara Adams, o recebimento dos títulos finaliza um período de 27 anos de muito trabalho, necessário para o acesso à terra e à produção de alimentos. “Este momento ficará marcado na vida de todos nós”, salientou.

A entrega foi realizada pela ministra Tereza Cristina; pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni; pelo governador do Estado Eduardo Leite; pelo secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia; pelo prefeito de Não-Me-Toque, Pedro Paulo Falcão da Rosa; e pelo presidente da Cotrijal, Nei Manica, entre outras autoridades.

 

Gostou? Compartilhe