Cooperativismo avança e estado cresce

Números divulgados pelo Sistema Ocergs-Sescoop/RS no dia 30 de junho revelam que em 2020 as 455 cooperativas gaúchas, juntas, faturaram R$ 51,2 bilhões - 6,4% a mais do que em 2019. A Cotrijal, com sede em Não-Me-Toque e atuando em 32 municípios da região Norte do RS, teve faturamento recorde, de R$ 2,4 bilhões, volume 5% superior ao do ano anterior

Por
· 2 min de leitura
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação
Você prefere ouvir essa matéria?

O presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergilio Perius, destacou, durante a live de apresentação do relatório Expressão do Cooperativismo Gaúcho 2021 (ano-base 2020), no programa Tá na Mesa online da Federasul, que um dos grandes diferenciais do cooperativismo é que as sobras geradas pelas cooperativas permanecem nas comunidades em que elas estão inseridas. “Nosso modelo de negócio é um potencial agente de transformação e desenvolvimento econômico e social”, afirmou.

Em 2020, o crescimento registrado nas sobras apuradas pelas cooperativas gaúchas foi de 22,5%, atingindo o valor de R$ 2,9 bilhões. Na Cotrijal, as sobras também foram recordes, chegando a R$ 21 milhões (crescimento de 53% em relação ao ano anterior). Além disso, a cooperativa registrou margem líquida acima dos 5%, coroando um ciclo de crescimento médio de 19% nos últimos cinco anos.

O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, recebeu com satisfação os números positivos do cooperativismo gaúcho e destacou que toda a sociedade ganha com o bom desempenho do setor. “O cooperativismo gera desenvolvimento econômico e social nas comunidades em que está presente, porque consegue dar aos seus associados o acesso a soluções que sozinhos eles dificilmente conseguiriam alcançar”, ressaltou.

Sobre o bom resultado da Cotrijal no último ano, Manica disse que tem origem na visão arrojada de negócio, pautada em um sólido planejamento estratégico e no forte investimento em inovação. Em fevereiro de 2021, a cooperativa lançou sua nova marca e a projeção para este ano também é positiva. “Tivemos boa produtividade no verão, bons preços e estamos trabalhando para fechar o ano com faturamento de R$ 3,1 bilhões”, informou.


Mais números do cooperativismo gaúcho

• Empregos gerados: 68.303 – crescimento de 5,7%

• Número de associados: 3,06 milhões

• População gaúcha envolvida no cooperativismo: 53,4%

• Tributos gerados: R$ 2,1 bilhões

• Faturamento das cooperativas agropecuárias gaúchas: R$ 35 bilhões – crescimento de 11,8%


Cenário brasileiro

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, também participou da live e destacou através dos números a força do cooperativismo no País. “Praticamente 30% da população brasileira tem ligação direta ou indireta com o cooperativismo. São 15,5 milhões de cooperados distribuídos em 5,3 mil cooperativas no Brasil, mais de 427 mil empregos diretos gerados e faturamento de R$ 308,8 bilhões. Na média, 53% de tudo o que o Brasil agrícola produz é desenvolvido por cooperativas, o que reforça o impacto positivo das cooperativas no desenvolvimento econômico e social das comunidades em que atuam”, informou.


A Cotrijal

Fundada em 1957 em Não-Me-Toque (RS), a Cotrijal é a maior cooperativa agropecuária do Rio Grande do Sul e uma das maiores do Brasil, com 55 unidades em 32 municípios. Em 2020, registrou faturamento histórico recorde de R$ 2,4 bilhões — ficando na 58ª colocação entre as 100 maiores empresas do agronegócio brasileiro, segundo a revista Forbes. Desde 2000, a entidade promove a Expodireto Cotrijal, uma das maiores feiras do agronegócio no Brasil e uma das principais do cenário internacional.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa e Marketing da Cotrijal, com informações do Sistema Ocergs-Sescoop/RS


Gostou? Compartilhe