Diga adeus a aspecto de casca de laranja!

Chega de se preocupar com a celulite. Aposte em uma boa alimentação, exercícios físicos e tratamentos que vão deixa-la longe desse mal.

Por
· 5 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A primavera chegou, o calor começa timidamente a aparecer e com as preocupações com o corpo. A valorização pela beleza e pelo corpo escultural é muito grande nos dias de hoje e um dos maiores vilões da perfeição é a celulite. E pode ficar tranquila, não é um problema exclusivo seu. A nutricionista Taísa Annes conta que 90% das mulheres sofrem desse mal. Para entender melhor, a nutricionista explica que a celulite é a inflamação do tecido celular e ocorre devido ao estrogênio, hormônio feminino que faz com que a mulher acumule mais gordura que os homens. Além disso, fatores como hereditariedade, inatividade física, maus hábitos alimentares, alimentos industrializados, ricos em sódio, conservantes e produtos químicos, pobres em água e em micronutrientes, cigarro, e alterações nos processos circulatórios fazem com que a situação se agrave. A boa notícia é que pode ser tratada e até mesmo evitada por meio de uma alimentação saudável, prática de exercícios físicos, cuidados dermatológicos e cuidados estéticos.    

Em relação à alimentação, Taísa aconselha apostar em frutas e verduras ricas em água e fibras solúveis. “Um dos melhores exemplos é a maçã que é rica em pectina, uma fibra importante na neutralização das toxinas e gorduras em excesso na circulação”, explica. A hidratação diária também é fundamental, já que aperfeiçoa os processos de desintoxicação e de limpeza.             “Alimentos ricos em selênio e vitamina E, são ótimas opções, por possuírem propriedades anti-inflamatórias, como o gérmen de trigo, arroz integral, castanhas do Pará, vegetais folhosos e legumes sem esquecer do gengibre e da linhaça”, ensina a nutricionista. E claro, é importante lembrar que a prática de exercícios físicas, principalmente os aeróbicos – caminhada, corrida e natação, por exemplo -  é fundamental, pois favorece a queima de gordura.

Os tratamentos mais eficazes

Para quem acha que uma boa alimentação e exercícios físicos não são suficientes para evitar e amenizar os problemas com a celulite vale apostar nos inúmeros tratamentos que o mercado estético oferece. Mas a esteticista Larissa Pohlig lembra que é importante saber que cada pessoa tem uma necessidade, portanto, é sempre fundamental fazer uma avaliação com um profissional habilitado que irá escolher o melhor tratamento para cada situação. “Tratamentos assim, existem vários, alguns estimulam a circulação sanguínea, outros na quebra de gordura, e outros que aceleram o metabolismo por isso saber a necessidade de cada um para então criar um programa de tratamento”, explica. Além dos tratamentos, existem diversos produtos de uso tópico que estimulam a circulação local, causando vasodilatação e atuam na lipólise e na drenagem. Larissa explica que esses produtos podem der aplicados através de massagem em cabine, ou em casa desde que tenha acompanhamento profissional. Os produtos com castanha da índia, centella asiática, hedra, fucus, xantagosil, mentol, canfora, nicotinato de metila, algas marinhas são os mais usados.

Abaixo as esteticistas Larissa Pohlig e Bárbara Das Chagas explicam um pouco mais sobre cada tratamento:

Cellutec: Endermoterapia vibratória age por ressonância (o mesmo efeito que se tem quando se joga uma pedra na água). Alcança as camadas mais profundas da pele aumentando a circulação sanguínea e eliminando depósitos de gordura. O numero de sessões varia bastante, mas é uma técnica que trata todos os graus e pode ser feita de duas a três vezes na semana.

Manthus: Para Larissa, esse é o queridinho. É praticamente indolor e os resultados são rápidos e satisfatórios. O aparelho usa as técnicas combinadas de ultrassom e correntes elétricas. O ultrassom quebra as células de gordura em partículas pequenas e os estímulos elétricos fazem com que sejam eliminadas pela urina, podem ser de uma a duas vezes por semana.

Carboxiterapia: Esse é um procedimento mais invasivo e doloroso, pois consiste na aplicação de CO2 com uma agulha. Ele promove a oxigenação do tecido, estimula a queima de gordura, melhora as funções metabólicas, e aumenta a firmeza da pele, o tratamento demora de oito a doze sessões uma por semana, indica do para grau um e dois.

Endermoterapia: É um vácuo de pressão negativa, que tem por objetivo melhorar o contorno corporal, mas apresenta melhora também quando o assunto é celulite deixando a pele mais lisinha reduzindo o aspecto "casca de laranja". A recomendação é de duas sessões por semana.

Drenagem linfática: A drenagem é a preferida de muitos porque visa eliminar o excesso de líquidos e toxinas retidos nos tecidos. Executado com as mãos, com movimentos suaves e lentos, a massagem é feita de maneira a levar os líquidos acumulados para a circulação linfática para que sejam então eliminados. A técnica também estimula o funcionamento circulatório e metabólico do organismo.

Gessoterapia: A Gessoterapia é a terapia com gesso para combate da celulite, gordura localizada e flacidez. Já é uma pratica antiga, a novidade está no gesso com princípios ativos.  Funciona da mesma forma que o ortopédico, mas a grande diferença é que ele contém combinações de substâncias, como centella asiática, lama negra, elastina, argila verde, cafeína, ginkgo biloba, castanha da índia, cânfora, sementes de uva, entre outros, que em contato direto com a pele garantem a redução da celulite, flacidez e perda de medidas. Pode ser aplicado nas pernas, glúteos, abdômen e braços, o gesso pode ser aplicado também no rosto, que neste caso, combate à flacidez, manchas da pele, faz uma limpeza profunda, hidrata e ajuda na melhora das linhas de expressão. Nesta terapia, é utilizada uma máscara gessada, com grande concentração de minerais e princípios ativos, que faz com que haja uma melhor absorção desses ativos que vão auxiliar na redução de medidas e no tratamento da celulite. Produz eliminação de toxinas da pele, melhorando muito o aspecto.

Laser: O tratamento da celulite com laser é feito da seguinte maneira: na área que vai ser tratada, é aplicada anestesia local e, por meio de duas pequenas incisões (do tamanho da ponta de uma caneta), são inseridas cânulas com a fibra ótica do aparelho. Em seguida, o laser é aplicado, destruindo a gordura localizada e quebrando septos fibrosos que deixam a pele com aspecto irregular. O procedimento ainda estimula a produção de colágeno, deixando a pele mais firme e com maior elasticidade. (este só pode ser feito por médicos e dermatologistas).

Radiofrequência: Este é um dos tratamentos mais eficazes contra a celulite, pois estimula a produção de colágeno, o que diminui as traves fibrosas que retraem o tecido e deixam a pele cheia de furinhos. O aparelho utiliza uma radiação eletromagnética de alta frequência que faz com que as moléculas de água se agitem, aumentando a temperatura. O procedimento não é invasivo e não traz qualquer prejuízo à pele. Além disso, é um dos mais duradouros, por reestruturar o tecido de maneira mais intensa. É indicado para todos os graus de celulite, principalmente nos casos em que há flacidez tissular associada.

Ultracavitação: Este é o procedimento que ficou conhecido como “a lipoaspiração sem cortes. Isso acontece porque ele é um dos mais eficientes procedimentos contra a gordura localizada e é feito de forma não invasiva. Sua aplicação ocorre através de ondas ultrassônicas que produzem efeitos de quebra na camada de gordura da pele. O tratamento também é um aliado no combate à celulite e um de seus maiores benefícios é que as sessões podem ser separadas por regiões, sendo assim, pode-se tratar de forma profunda cada parte do corpo escolhida pelo paciente.

 

Alimentos que agravam a celulite: chá preto, café, bebida alcoólica, refrigerante, produtos enlatados, alimentos industrializados, molhos prontos, doces/açúcares, carnes gordurosas, frituras.      

Alimentos que atuam na prevenção: oleaginosas, frutas, cereais integrais, leguminosas, carnes magras, assados e grelhados, verduras e legumes. Prefira alimentos que não contenham sal em sua formulação, beba muita água, mastigue lentamente, faça várias refeições ao dia em pequenas porções.

Gostou? Compartilhe