OPINIÃO

Emoções de fim de ano!

Refletir e analisar os dias que se passaram é algo comum e natural para as pessoas no final do ano.

Por
· 2 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

O ano está chegando ao fim... e, nesta época, é comum que as pessoas se sintam cansadas com mais frequência e até mesmo desanimadas. Junto a tudo isso, alguns se sentem mais deprimidos e ansiosos, talvez pelas expectativa das datas comemorativas, o que pode representar sofrimento para alguns indivíduos. Entretanto, a melhor dica é aprender a lidar com as emoções

Refletir e analisar os dias que se passaram é algo comum e natural para as pessoas no final do ano. A proximidade do período de férias escolares, das festas de Natal e ano novo podem se somar a esta reflexão, tornando esse momento uma carga muito pesada para algumas pessoas. Aprender a lidar com esses sentimentos e tirar o melhor de todo o aprendizado é a melhor dica, mas nem todos conseguem chegar a isto, entretanto existem formas de 'organizar' estes sentimentos através da terapia floral e reikiana.

“Um novo ano se aproxima e com ele todas as expectativas e desejos são renovados. O final do ano é o momento para refletirmos sobre os dias e meses que passaram. E também nos analisarmos. Saiba que o ano que está chegando ao fim foi exatamente como deveria ser”, afirma a terapeuta floral e reikiana, Rúbia Iana Machado.

De acordo com ela, os desafios que surgiram ao longo do ano devem ser encarados como algo para o aprendizado: “para você mostrar sua coragem e autoconfiança. Os desafios apareceram para você se conhecer ainda mais. As realizações que você teve nesse ano mostram a importância da sua determinação”, salienta.

Para a terapeuta, a diferença entre pessoas que fracassam e pessoas que tem sucesso em suas vidas está na superação dos obstáculos. “Para essa superação é necessário saber lidar com as emoções, mandar embora medo, ansiedade, insegurança, desmotivação e pensamentos negativos. É necessário conhecer sua personalidade e compreender o que precisa equilibrar”, avalia a especialista.


Entrevista

Medicina & Saúde – Qual a abordagem que você faz sobre lidar com essas emoções conflitantes no final do ano?
Rúbia Iana Machado – A primeira pergunta deve ser: 'você reconhece a sua força interior?' Nossa mente é como uma terra fértil, nossos pensamentos são as sementes e nossa vida é o resultado dessa plantação. Os pensamentos são criadores. Vigie seus pensamentos e faça afirmações repletas de confiança. Você é responsável pela sua vida. Cuide de você, busque seu bem-estar diariamente. Sinta-se bem na sua companhia. Gostar de si mesmo incondicionalmente deixa o coração leve. Fazer as pazes consigo mesmo faz a vida fluir tranquilamente.

Medicina & Saúde – A ideia, então, seria buscar o equilíbrio?
Rúbia Iana Machado – Para muitas pessoas é difícil lidar com a sobrecarga de final de ano. O mês de dezembro chega acompanhado de irritação, ansiedade, frustração, cansaço físico, emocional e mental. Por isso, buscar o equilíbrio durante todo ano é tão importante. Com a correria do dia a dia muitas vezes esquecemos que temos que renovar nossa energia, cuidar de nós mesmos, buscar equilíbrio emocional e colocar mais leveza nos nossos dias. Sem equilíbrio interior o desgaste nos últimos meses do ano fica visível.

Gostou? Compartilhe