Programa LATIN em avaliação no São Vicente

Latin America Telemedicine Infarct Network funciona há mais de um no HSVP

Por
· 1 min de leitura
Evento reuniu profissionais das cidades participantesEvento reuniu profissionais das cidades participantes
Evento reuniu profissionais das cidades participantes
Você prefere ouvir essa matéria?

O Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo realizou, em novembro, um evento de avaliação de resultados do Programa de Telemedicina em Cardiologia intitulado LATIN – Latin America Telemedicine Infarct Network. Os responsáveis pelo programa nos hospitais dos sete municípios participantes do projeto discutiram dados, informações e melhorias que podem ser realizadas. O LATIN completou um ano de funcionamento em outubro, e neste período mais de sete mil eletrocardiogramas foram realizados, detectando precocemente o infarto em pacientes.

 

Exame à distância
De acordo com o enfermeiro Rodrigo Ribeiro, gestor da Hemodinâmica/Eletrofisiologia do HSVP e coordenador regional do Programa LATIN, o foco do programa é reduzir substancialmente a mortalidade do infarto agudo do miocárdio, preservando o maior percentual possível de musculatura cardíaca, evitando o surgimento de ICC (Insuficiência Cardíaca Congestiva). “O paciente chega há um dos sete hospitais participantes com sintomas suspeitos e faz o eletrocardiograma. O resultado é enviado diretamente para Passo Fundo ou Uberlândia, Minas Gerais, onde um cardiologista fica de plantão 24h e em menos de 10 minutos retorna o resultado do exame. Caso o paciente esteja infartando, é encaminhado para a Hemodinâmica do HSVP, onde já está sendo aguardado pela equipe”, explica o profissional.

 

Diagnóstico
Durante a reunião, todos os representantes dos municípios participantes foram unânimes quando perguntados sobre a importância do projeto. “Esses centros que o LATIN atende não possuem médicos cardiologistas na ponta para fazer o atendimento. Então, utilizam a plataforma para fazer o diagnóstico do infarto precocemente e encaminhá-lo para um centro maior. Na reunião avaliamos o tempo de diagnóstico, deslocamento e atendimento destes pacientes, tudo porque, o programa visa à qualidade do atendimento ao paciente”. O evento acontecerá trimestralmente para avaliar os resultados e trabalhar em melhorias para o programa.

Gostou? Compartilhe