Prefeitura amplia cronograma de vacinação para idosos

Imunização de pessoas com idades entre 90 a 94 anos e profissionais da saúde em atividade com mais de 70 anos segue até esta sexta-feira (12)

Por
· 3 min de leitura
Noraci Lima Venuto, Nedy Portela Cunha e Marina Rosina Baseggio foram as primeiras passo-fundenses deste grupo a receberem a primeira dose da vacina (Foto: Diogo Zanatta)Noraci Lima Venuto, Nedy Portela Cunha e Marina Rosina Baseggio foram as primeiras passo-fundenses deste grupo a receberem a primeira dose da vacina (Foto: Diogo Zanatta)
Noraci Lima Venuto, Nedy Portela Cunha e Marina Rosina Baseggio foram as primeiras passo-fundenses deste grupo a receberem a primeira dose da vacina (Foto: Diogo Zanatta)
Você prefere ouvir essa matéria?

A Secretaria Municipal de Saúde deu início, nessa quinta-feira (11), à vacinação contra o coronavírus em idosos com idades entre 90 e 94 anos. Noraci Lima Venuto, de 91 anos, Nedy Portela Cunha, 93, e Marina Rosina Baseggio, 91, foram as primeiras passo-fundenses deste grupo a receberem a primeira dose da vacina. Conforma cronograma divulgado pela Prefeitura de Passo Fundo, a imunização de pessoas com 90 a 94 anos e de profissionais da saúde em atividade – mas que atuam fora dos hospitais – acima de 70 anos segue até esta sexta-feira (12).

A ampliação do cronograma de vacinação tem continuidade na segunda (15) e terça-feira (16), quando começam a receber o imunizante idosos com idades entre 85 e 89 anos e profissionais da saúde de 65 a 69 anos. Na próxima quarta e quinta-feira, 17 e 18 de fevereiro, é a vez de contemplar os idosos com idades entre 80 a 84 anos e trabalhadores de 60 a 64 anos. De acordo com a Secretaria de Saúde, esse calendário será mantido conforme a disponibilidade de doses.

A ampliação das populações-alvo inclusas na primeira etapa de vacinação aconteceu depois de o município ter recebido, na última terça-feira, mais 3.500 doses da CoronaVac. Conforme orientações da Secretaria Estadual de Saúde, do total dessas unidades, 1.330 devem ser destinadas a profissionais da área da saúde com idade igual ou superior a 70 anos e 2.170 a idosos com mais de 80 anos. Para os idosos, a distribuição tem acontecido de forma escalonada e com base na faixa-etária. A primeira etapa, concentrada na última terça e quarta-feira, contemplou idosos com idade superior a 95 anos.

De acordo com a Prefeitura de Passo Fundo, a ordem de imunização dos dois novos grupos foi definida com o objetivo de otimizar as unidades recebidas, proteger quem mais precisa e preservar o distanciamento social. Apesar do cronograma, idosos que não comparecerem nas unidades no dia definido para a sua faixa etária poderão buscar a vacina em qualquer outra data, enquanto houver doses disponíveis. Segundo estatística do Estado, cerca de 4,5 mil idosos com mais de 80 anos de idade residem em Passo Fundo. Isto significa que as 2.170 doses destinadas para a vacinação de pessoas nesta faixa-etária é suficiente para a cobertura de apenas 48% do grupo.

 

Horários de funcionamento

Em dias normais, os Cais e a Central de Vacinas funcionam de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h. Já as ESF e o ambulatório operam de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30. Na segunda (15) e terça-feira (16), em decorrência do feriado, a Central de Vacinas funcionará das 09h às 15h. Para receber a vacina, os idosos devem portar um documento de identificação com foto e comprovante de residência. No caso dos profissionais de saúde, além desta documentação, é necessário levar o registro no órgão de classe atualizado.

A Prefeitura de Passo Fundo reforça que todas as informações a respeito das datas, etapas e grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19 são atualizadas, diariamente, nos canais oficiais do Município. Dados não são compartilhados via WhatsApp.

 

Balanço da vacinação

Ao todo, somando 12.402 unidades recebidas para a primeira dose necessária para a imunização, Passo Fundo já vacinou 8.018 pessoas pertencentes à primeira etapa: 7.180 profissionais da área da saúde; 578 idosos que residem em Instituições de Longa Permanência (ILPIs); 88 indígenas aldeados; 218 pessoas acamadas em domicílio com mais de 60 anos; e 44 idosos com 95 anos ou mais.

A vacinação dos indígenas foi finalizada. A dos idosos que residem em ILPIs e pessoas acamadas está em fase de conclusão. Neste caso, as equipes da Secretaria de Saúde vão até os locais para aplicar as doses. Quanto aos profissionais de saúde, que compõem o maior número de pessoas da primeira etapa, foram vacinados 59,8%. Neste momento, a vacinação do grupo segue em conjunto com a dos idosos.


Passo Fundo registra mais três óbitos por Covid-19

A importância da vacinação é reforçada pelo alerta quanto ao aumento no número de óbitos por Covid-19 em Passo Fundo. O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado nessa quinta-feira (11), apresenta o registro de três novos óbitos em decorrência da doença. As vítimas são duas mulheres, de 55 e 64 anos, e um homem de 68 anos. A cidade chegou ao total de 267 mortes de moradores pelo vírus.

Ainda de acordo com o levantamento, até as 12 de quinta-feira, haviam sido confirmados 17.342 casos de Covid-19 no município desde que a pandemia teve início. Destes, 16,3 mil são considerados recuperados da doença e outros 714 são casos ainda ativos. A última vez que Passo Fundo superou a marca de 700 casos ativos aconteceu em 17 de janeiro. O aumentou acontece também no número de pacientes hospitalizados, que passou para 95. Do total, 40 estão em UTI e 55 em leitos clínicos.



Cronograma e locais de vacinação

○ 12 de fevereiro

Idosos de 90 a 94 anos e profissionais da saúde em atividade com 70 anos ou mais

(Cais Hípica, Cais São Cristóvão e Cais Vila Luíza, ESF São José e ESF Nenê Graeff; Ambulatório de Especialidades e Central de Vacinas)


○ 15 e 16 de fevereiro

Idosos de 85 a 89 anos e profissionais da saúde em atividade de 65 a 69 anos

(Somente na Central de Vacinas)


○ 17 e 18 de fevereiro

Idosos de 80 a 84 anos e profissionais da saúde em atividade de 60 a 64 anos

(Cais Hípica, Cais São Cristóvão e Cais Vila Luíza, ESF São José e ESF Nenê Graeff; Ambulatório de Especialidades e Central de Vacinas)

Gostou? Compartilhe