Vacinação segue nesta terça-feira com segundas doses da AstraZeneca e CoronaVac

Município aguarda o recebimento de nova remessa para dar sequência à cobertura vacinal com primeiras doses

Por
· 1 min de leitura
A vacinação estará disponível amanhã (27) no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)A vacinação estará disponível amanhã (27) no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)
A vacinação estará disponível amanhã (27) no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

Passo Fundo vacinou 299 adolescentes com comorbidades contra a Covid-19 em dois dias de vacinação. No sábado (24), foram vacinadas as faixas etárias de 15, 16 e 17 anos. Já na segunda foi a vez de adolescentes com 12,13 e 14 anos. Nesta terça-feira (27), a vacinação contra a Covid-19 segue com a aplicação de segundas doses. No CTG Lalau Miranda, das 8h às 13h, poderão completar o esquema vacinal todas as pessoas com prazo de até 10 de agosto para a AstraZeneca ou CoronaVac.

As aplicações de CoronaVac serão realizadas somente no CTG. Já as da AstraZeneca também ocorrerão em oito unidades de saúde, Cais Hípica, Cais Vila Luíza e Ambulatório de Especialidades, das 8h às 16h; e ESF Nenê Graeff, ESF Zachia, ESF São José, ESF Donária/Santa Marta e ESF Vila Nova, das 8h às 11h30 e das 13h às 15h. 

A segunda dose da AstraZeneca continuará sendo aplicada ao longo da semana, nas mesmas unidades de saúde, com exceção do CTG Lalau Miranda.

Será necessário apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e carteirinha de vacinação com o registro da primeira dose. 

Avanço da vacinação

Cerca de 54,1% dos passo-fundenses receberam, ao menos, uma dose e 25,9% a segunda dose. Para dar sequência à cobertura vacinal, são esperadas mais uma remessa de vacinas para os próximos dias.

Conforme a secretária de Saúde, Cristine Pilati, o governo estadual deverá receber as unidades para distribuição aos municípios nesta terça-feira (27). “Receberemos, então, nova remessa entre quarta e quinta-feira, podendo dar continuidade às aplicações de segundas doses e ampliar as faixas etárias vacinadas”, afirma.

Gostou? Compartilhe