Manifestantes voltam às ruas do país nesta sexta-feira

Em Passo Fundo, o transporte público não funcionou pela manhã, à tarde 30% da frota volta a circular

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Diversas cidades brasileiras registram hoje (14) manifestações por mais recursos para a educação e contra as mudanças nas regras de aposentadoria. Convocada por centrais sindicais e outras entidades representativas de trabalhadores, a paralisação afeta, principalmente, o sistema de transporte público das cidades. De acordo com as centrais sindicais, estão previstos atos em mais de 300 cidades do país de 26 estados. Em Passo Fundo, trabalhadores e estudantes se concentraram na Praça do Teixeirinha ainda pela manhã. A mobilização deve permanecer durante o dia.  

 

Bolsonaro comenta greve

Durante um café da manhã com jornalistas hoje, o presidente Jair Bolsonaro foi perguntado sobre a greve. O presidente disse ver o movimento como algo natural. "[Vejo] com muita naturalidade. Quando resolvi me candidatar, sabia que ia passar por isso", disse. 

 

Sobre reforma da Previdência, alvo das paralisações de hoje, Bolsonaro voltou a defender a importância das mudanças nas regras da aposentadoria, sem as quais os empresários não terão "segurança para investir".  

Gostou? Compartilhe