Passo Fundo é uma das apostas da Azul

A informação, divulgada pelo presidente da empresa, David Neeleman, foi comemorada pelo secretário de Infraestrutura e Logística do RS (Seinfra), Beto Albuquerque.

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A companhia aérea Azul pretende entrar em 11 novas cidades brasileiras no próximo ano e Passo Fundo é o primeiro município anunciado. A informação divulgada pelo presidente da empresa, David Neeleman, que anunciou fusão com a empresa Trip em maio, foi comemorada pelo secretário de Infraestrutura e Logística do RS, Beto Albuquerque. “A confirmação da vinda da Azul para o município é resultado de um trabalho iniciado ainda na gestão do então governador Olívio Dutra, quando realizamos grandes investimentos para alargamento da pista e aquisição de equipamentos que permitiram a modernização do aeroporto e o início da operação de voos para São Paulo”, afirmou.

Na atual gestão, conforme o titular da Seinfra, forama realizadas diversas reuniões com a Azul, em parceria com o município, com o prefeito Airton Dipp, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcos Alexandre Cittolin, para tratar dos projetos em andamento no Departamento Aeroportuário (DAP). “A Azul sabe dos nossos projetos e aposta no potencial da nossa região. Vamos iniciar em breve a obra de alargamento de pista de taxiamento, cercamento da área patrimonial nos padrões internacionais, instalação de esteira de bagagem e execução da área de escape (Resa)”, para que possamos atender a demanda crescente por desenvolvimento da região de Passo Fundo também por meio do seu aeroporto regional", disse.

Melhorias
De acordo com o diretor do DAP, Roberto Carvalho Netto, a partir do novo plano diretor, até 2014 o governo pretende melhorar e ampliar o terminal de passageiros, o pátio de aeronaves, o estacionamento e a seção de combate a incêndios, bem como modernizar os equipamentos de auxílio à navegação aérea.

No total o Aeroporto Regional Lauro Kourtz irá receber cerca de R$ 16 milhões oriundos do Tesouro do Estado, do governo Federal, por meio do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos e de financiamentos junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O secretário também reafirmou que uma das prioridades da Seinfra é estimular a aviação regional. "Já realizamos um estudo e consideramos viável a desoneração do combustível nos aeroportos regionais para estimular as operações no interior do Estado", destacou o secretário.

Gostou? Compartilhe