IBGE aponta que 41% dos casamentos em Passo Fundo não é oficial

Levantamento apontou 82 casais de pessoas do mesmo sexo vivendo juntas. Casais sem filhos representam 20,6% das famílias

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Segundo um levantamento divulgado nesta semana pelo IBGE, menos da metade dos casais passo-fundenses (41,26%) que dividem o mesmo teto não é casada de papel passado. O levantamento foi feito com dados do Censo de 2010. A chamada união consensual cresceu de 29,36% para 41,27% na década 2000-2010. Se for considerado ainda as pessoas casadas em cerimônias religiosas, o percentual sobe para 43,71%, muito além da média nacional que ficou em 36,4%. O casamento formal no civil e no religioso constitui 43,12% das uniões, enquanto o somente o civil era de 13,15%. Neste período, a proporção de divorciados passou de 2,25% da população para 2,96% e os solteiros continuam sendo mais da metade da população (53,83%).

Novos casais
Pela primeira vez na história do Censo, a pesquisa levantou o número de casais de mesmo sexo. Em Passo Fundo, 82 casais homossexuais foram contabilizados. A maior parte dos casais gays (55,9%) são formados por mulheres. No Rio Grande do Sul, foram 3.974 e no Brasil, 67 mil casais.

Sem filhos
Mudanças na estrutura da família, maior participação da mulher no mercado de trabalho, baixas taxas de fecundidade e envelhecimento da população influenciaram no aumento da proporção de casais sem filhos entre 2000 e 2010, que passou de 13,75% para 20,63% do total.

O percentual de famílias compostas por casais com filhos não sofreu grandes alterações na última década, passando de 48,09% para 47,47%. No entanto, aumentou o número de mulheres, sem cônjuges e com filhos, de 12,51% para 13,43%. Os homens, não casados que criam sozinhos os filhos também cresceu de 1,32% para 1,88%.

Gostou? Compartilhe