Um dia de aula diferente

Escola Alberto Pasqualini realiza atividade de integração para os cerca de 800 alunos

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A véspera de feriado teve um clima diferente na Escola Alberto Pasqualini, no Bairro Santa Maria. Durante todo o dia, os cerca de 800 estudantes tiveram uma pausa nas aulas normais e puderam aproveitar um momento de integração. Música, brinquedos, oficinas, esportes e teste de visão fizeram parte da programação organizada pela escola em parceria com algumas empresas da cidade.

O projeto realizado na escola pela primeira vez teve como objetivo integrar os estudantes dos diferentes anos em atividades diversas. De acordo com a diretora Valéria Arnold de Oliveira durante o dia foram oferecidas oficinas de moda, artesanato, dança e tênis de mesa, as últimas três também são oferecidas pelo projeto Mais Educação. Uma parceria com o Hospital de Olhos do Lions Club de Passo Fundo permitiu que os estudantes pudessem realizar exame de visão. Aqueles que tiveram alguma alteração identificada foram orientados sobre como proceder.

Artesanato

A oficina de Artesanato foi a preferida da estudante Jennifer Pedroso, do sexto ano. Ela já participa do Projeto Mais Educação e destaca que por meio da atividade da quinta-feira outros alunos puderam ter conhecimento sobre o projeto. “Aqueles que não participam podem saber como funciona e se interessar em participar”, avaliou. Na oficina, a partir de moldes os estudantes puderam confeccionar alguns objetos como marcadores de páginas em EVA. Para que os estudantes pudessem aproveitar todas as atividades, as oficinas tiveram um tempo controlado.

A diretora Valéria esclarece que esta é a primeira vez que a escola realizou uma atividade com esse formato. “Os alunos vieram para a escola hoje para participar deste momento de integração. Geralmente a escola concentra essas atividades diferenciadas e permite que eles possam conhecer o que estamos oferecendo”, pontuou.

Na quadra coberta foram oferecidas atividades de dança, tênis de mesa e skate. Uma loja parceira da iniciativa colocou à disposição alguns skates para que os alunos pudessem aproveitar. Quem não tinha experiência com o equipamento pôde contar com a ajuda dos instrutores disponíveis.

Gostou? Compartilhe