OPINIÃO

Fontes em Off - 19/11/2012

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Leitura
Na próxima terça-feira, dia 20 de novembro, às 19h30 na biblioteca do Sesc acontecerá a Roda de Leitura Sesc- APL. Este ciclo de debates tem sido um espaço para reflexões. O debatedor será Alberto Rebonatto e a obra é do cientista e escritor passo-fundense Gilberto Cunha.

STF
Perto de completar dez anos no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Joaquim Barbosa assume a presidência da Corte na próxima quinta-feira (22). Em cerimônia para cerca de 2 mil convidados, Barbosa passará a ser o chefe do Judiciário nacional pelos próximos dois anos. Já estão confirmadas as presenças da presidenta da República, Dilma Rousseff, e dos presidentes do Senado, José Sarney, e da Câmara dos Deputados, Marco Maia.

Magistério

O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou liminar que pretendia alterar o regime de pagamento do piso nacional de professores. Governadores de seis estados, entre eles o Rio Grande do Sul, alegavam que o critério de reajuste era ilegal. A decisão de Barbosa é liminar, e a ação ainda será analisada no mérito. O piso nacional dos professores foi criado com uma lei de 2008, declarada constitucional pelo STF em abril do ano passado. Para os estados que acionaram o Supremo, a adoção de um critério da Administração Federal para o aumento da remuneração tem várias ilegalidades e agride a autonomia dos estados e municípios para elaborar seus próprios orçamentos.

OAB
Quatro chapas concorrem à diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção do Rio Grande do Sul, na eleição que acontece hoje. A votação acontecerá na Sede da Subseção, que fica na Avenida General Netto, 448, das 9h às 17h. Todos os advogados inscritos na Ordem devem votar, apresentando sua carteira profissional. Na cidade, a expectativa é de que 1.200 profissionais depositem seu voto na eleição. Em todo o estado, o número fica próximo dos 50 mil advogados votantes.

Amazônia I
Dez mil homens da Marinha, do Exército e da Aeronáutica estarão em alerta máximo entre os próximos dias 19 e 30, visando à proteção da chamada Amazônia Azul, como é conhecida a Zona Econômica Exclusiva (ZEE) do Brasil no mar. Eles estarão participando da Operação Atlântico 3, sob comando do almirante-de-esquadra Gilberto Max Hirschfeld e coordenação do Ministério da Defesa.

Amazônia II
O objetivo é simular possíveis ataques estrangeiros a pontos estratégicos ao longo da costa, desde o Rio Grande do Sul até o Rio de Janeiro, incluindo a infraestrutura petrolífera, principalmente contra os campos do pré-sal, usinas hidrelétricas e nucleares, portos e refinarias. Este ano o comando do teatro de operações é da Marinha, que empregará sete navios, dois submarinos e seis helicópteros. O Exército participará com cerca de 200 viaturas de vários usos e a Aeronáutica disponibilizará 15 aeronaves, incluindo quatro aviões de ataque.

Caso Bruno
A partir de hoje, cinco réus enfrentam júri popular no caso de sequestro, cárcere privado e assassinato de Eliza Samudio, de 25 anos. Bruno Fernandes de Souza, ex-goleiro do Flamengo, é acusado de mandar matar a ex-namorada para não pagar pensão alimentícia ao filho. O julgamento ocorre no Fórum de Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ao todo, nove pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público por participação no crime. Eles negam envolvimento.

Gostou? Compartilhe