OPINIÃO

Fontes em Off - 30/11/2012

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Rodoviária

O Tribunal de Contas do Estado ainda não se pronunciou sobre o agravo regimental impetrado no dia 14 de novembro pela Procuradoria Geral do Estado que tenta revogar a suspensão dos processos licitatórios de 92 estações rodoviárias no Rio Grande do Sul. Nessa suspensão está incluída a rodoviária de Passo Fundo, que estava na última etapa do processo, quando o Daer analisava os projetos técnicos das duas empresas interessadas no serviço. Segundo a assessoria de imprensa do TCE/RS, o recurso ainda não foi analisado pelo conselheiro Estilac Xavier e não há prazo para julgamento do seu voto pelo pleno.

 Hemopasso

Até segunda-feira deve ser definida a situação da administração do Hemopasso. O encaminhamento feito pelo município é no sentido de retornar para o Estado, uma vez que o órgão vem causando prejuízo aos cofres públicos municipais. O hemocentro regional de Passo Fundo é um dos únicos que ainda não retornou para a administração estadual. Para a atual administração, o objetivo é resolver a situação ainda este ano.

Filosofia

Grupo de pesquisa da Universidade de Passo Fundo - “Arte, Sentido e História” – lança livro hoje à noite, às 18h30 na Academia Passo-fundense de Letras. Buscando explorar as relações possíveis entre a arte e a filosofia, “Lugares Possíveis: metamorfoses da arte no tempo e no espaço” nasceu das discussões do grupo que, há sete anos, relaciona aspectos importante da filosofia com o mundo e os eventos que nele acontecem.

Audiência

A Câmara de Vereadores de Passo Fundo convida a comunidade em geral para Audiência Pública que será realizada no dia 10 de dezembro deste ano (segunda-feira), às 15h30, no Plenário Sete de Agosto. O tema será o Projeto de Lei Complementar nº 42/2012, de autoria do Poder Executivo Municipal que “Altera e inclui dispositivo na redação da Lei Complementar nº 170, de 09 de outubro de 2006, que dispõe sobre o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI) do município de Passo Fundo, e alterações posteriores, e dá outras providências”.

Expectativa I

A expectativa de vida dos brasileiros chegou a 74 anos e 29 dias em 2011, revelou ontem (29) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nos últimos 11 anos, a taxa avançou em média 4 meses por ano. Com base no Censo, o órgão constatou que o brasileiro ganhou 3 meses e 21 dias de esperança de vida em 2011, em relação à taxa verificada no ano anterior, de 73,76 anos. Na comparação com 2000, o ganho foi de três anos, sete meses e 29 dias.

Expectativa II

Segundo o levantamento, a queda da mortalidade infantil (crianças de até um ano) foi o fator que mais contribuiu para o aumento da expectativa de vida. A taxa caiu de 30,1 óbitos para cada mil nascidos vivos, para 16,1 mortos por mil, entre 2000 e 2011. No mesmo período, a mortalidade na infância (até cinco anos) também diminuiu, passando de 36,6 óbitos por mil, para 18,7. A pesquisa comprova também que em 2010, quando a mortalidade na infância foi de 19,4 óbitos por mil nascido vivos, o Brasil bateu a meta de reduzir o percentual em dois terços, atingindo assim um dos Objetivos do Milênio estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). A meta foi alcançada cinco anos antes do prazo (2015), resultando em queda de 49% da taxa, entre 2000 e 2010.

Joelmir

O jornalista Joelmir Beting, que estava internado desde o dia 22 de outubro no Hospital Albert Einstein e morreu na madrugada de quinta-feira, aos 75 anos. No último domingo, ele sofreu um acidente vascular cerebral hemorrágico. O jornalista passou pelos jornais Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo e pelas emissoras de televisão Globo, Record e Gazeta, além de diversas rádios. Desde 2004, era comentarista de economia na Rede Bandeirantes de Televisão.

Gostou? Compartilhe