Tarso visita obra de Parque Científico e Tecnológico

Protocolo de intenções é entregue no Polo Tecnológico do Planalto Médio em Passo Fundo

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O governador Tarso Genro , acompanhado do secretário de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (SCIT), Cleber Prodanov, visitou na manhã desta quarta-feira (05), a obra do módulo I do Parque Científico e Tecnológico do Planalto Médio, localizado na Universidade de Passo Fundo. A atividade faz parte da Semana de Interiorização - Prestação de Contas, que ocorre até o próximo sábado (08).

O parque é uma iniciativa para desenvolver um ambiente que possibilite o aumento da competitividade das empresas, com áreas prioritárias na tecnologia da informação/software, metalmecânica, saúde, alimentos, energia, e biotecnologia. O valor total da obra do primeiro módulo é de R$ 924,5 mil.

Após a entrega do protocolo de intenções do Polo Tecnológico do Planalto Médio, ao vice-presidente do Corede Rio da Várzea, Luiz Carlos Cosme, o governador Tarso Genro ressaltou que a parceria vem sendo estruturada a partir de um conceito de materialidade inscrita no programa de governo, que coloca o Estado em um novo patamar de desenvolvimento cientifico, tecnológico, produtivo de geração de renda, emprego e distribuição de riquezas.

"Isso se faz através de medidas que tenham profundidade, comprometimento da comunidade, gerando articulação de todos os agentes sociais, políticos, científicos, para que o desenvolvimento seja debaixo para cima", disse. O governador lembrou que este é o "conceito que preside o programa de governo e orienta as decisões, o que faz do Rio Grande do Sul o primeiro Estado em estabilidade política".

O reitor da Universidade de Passo Fundo (UPF), José Carlos Carles de Souza, afirmou que o processo do desenvolvimento do conhecimento cientifico multidisciplinar e a inovação tecnológica constitui a base do crescimento do país, sendo um processo de longo prazo, que não se constrói de forma isolada. "Percebendo esta realidade o Estado vem investindo e incentivando a implantação de parques e polos tecnológicos, definindo claramente as políticas para o desenvolvimento organizado do Estado, valorizando a vocação econômica regional".

"Estamos iniciando oficialmente a obra do I Parque Tecnológico fora da região metropolitana do RS", ressaltou o titular da SCIT. Cleber Prodanov, ao lembrar que com a liderança da UPF, de fato, a política de desenvolvimento do Estado acontecerá não só em Passo Fundo, como em toda a região.

O valor total do projeto é de R$ 1,24 milhão, sendo R$ 924,5 mil provenientes da SCIT e R$ 316,6 mil de contrapartida não financeira da Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF). Através do Programa de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais (APLs) foi estabelecida parceria da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI) e da UPF para implantação de um Núcleo do Projeto Extensão Produtiva e Inovação, com repasse previsto pelo Estado de R$ 540 mil.

O Programa de Apoio aos Polos Tecnológicos foi criado pela SCIT, para estimular a integração entre Universidades e centros de pesquisa com o setor produtivo, objetivando o desenvolvimento de tecnologias adequadas às diferentes regiões do Estado.

Gostou? Compartilhe