OPINIÃO

Fontes em Off

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Festa Junina

As bandeirolas coloridas, o cheirinho de comida típica e a música animada anunciavam que a quarta-feira, 21 de junho, era de Arraiá na Pediatria e Centro Oncológico Infantojuvenil do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo. Realizada pelo Espaço Lúdico e de Atendimento Pedagógico às Crianças Hospitalizadas, projeto desenvolvido em parceria com a Universidade de Passo Fundo, a festa Junina alegrou as crianças que se divertiram com brincadeiras como pescaria e boliche.

Festa Junina II

A festa junina que já é tradicional, foi organizada junto com as crianças. Ao longo do mês elas confeccionaram bandeirolas e enfeites que fizeram parte da decoração e também aprenderam sobre a festa que é celebrada no país inteiro. “Este momento ajuda as crianças a socializarem, se entreterem e mesmo estando internadas desfrutarem de momentos de alegria, cultura e ludicidade. Além do mais, as brincadeiras minimizam a dor e o sofrimento”, relata a professora coordenadora do Espaço Lúdico Carina Tramontina Correa. 

Festa junina III

De rosto caracterizado, Eduardo de Andrade, oito anos, adorou a pescaria. “Na primeira vez eu demorei um pouco para conseguir pescar, mas na segunda foi bem fácil. Adorei esta festa Junina”, contou o menino, que já brincava com os brindes que recebeu. Para a mãe, Doraci Bressami estes momentos são fundamentais na recuperação das crianças e também alegram e distraem os pais. “Eles não vem para o hospital pensando no tratamento, na dor ou doença. Eles vêm porque tem festa, brincadeira e isso é muito bom. Parabéns por estas iniciativas”. 

Eleições do CPERS

As eleições para a Direção Central e os 42 núcleos do CPERS, o terceiro maior Sindicato da América Latina, acontecem nos dias 27 e 28 de junho. Professores (as) e funcionários (as) de escola associados (as) ao Sindicato escolherão, através do voto, aqueles que representarão a categoria pelos próximos três anos.Em Passo Fundo, duas chapas concorrem à diretoria do 7° Núcleo, sediado na cidade. Segundo prevê o Estatuto do CPERS, só terão direito a voto os sócios contribuintes que tiverem ingressado na entidade até 60 (sessenta) dias antes da data da realização das eleições. Para votar é obrigatória a apresentação da Carteira Social ou o contracheque com desconto do Sindicato, além de documento de identidade. Todas as escolas da região terão urnas fixas ou itinerantes.

JBS

O juiz Ricardo Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, proibiu a empresa JBS de vender subsidiárias na Argentina, no Paraguai e no Uruguai para unidades naqueles países controladas pela Minerva, segunda maior companhia de carne bovina do Brasil.O valor do negócio, que havia sido anunciado no início deste mês, é de US$ 300 milhões, o que no câmbio de de ontem equivaleria a cerca de R$ 1 bilhão. A permissão para a venda havia sido solicitada pelas defesas dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. Soares Leite é o juiz responsável pela Operação Bullish, na qual são investigados desvios no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em favor da empresa. O bloqueio de ativos da JBS foi imposto como medida cautelar pelo magistrado.

Construção civil

Todos os setores de atividade ligados à construção civil do país fecharam com números negativos no valor adicionado entre 2014 e 2015. Houve recuo no número de empresas ativas, na receita operacional líquida, no número de incorporações e nas construções contratadas por entidades públicas, que perderam participação entre um ano e outro.A constatação é da Pesquisa Anual da Indústria da Construção – Paic 2015 - que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou ontem, no Rio de Janeiro. Os empreendimentos realizados pelo indústria da construção somaram R$ 354,4 bilhões, queda de 16,5% em relação a 2014.

STF

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu ontem, no Supremo Tribunal Federal (STF) a manutenção do ministro Edson Fachin na relatoria dos processos envolvendo as delações da JBS. Em sua manifestação, Janot também disse que os acordos de colaboração não podem ser simplesmente recusados pelo Judiciário, como defendem os advogados de alguns investigados que foram citados por executivos da JBS.

Gostou? Compartilhe