Apenas 40,4% dos eleitores passo-fundenses realizaram cadastramento biométrico

Embora o prazo para efetuar a biometria no Cartório Eleitoral de Passo Fundo encerre somente em 2022, eleitor deve se planejar e agendar com antecedência. Neste mês, todas as vagas para atendimento já foram preenchidas

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Entre os 146 mil eleitores passo-fundenses que devem realizar o cadastramento biométrico nas duas Zonas Eleitorais (ZE) do município, somente 59,1 mil efetuaram o procedimento. O índice equivale a 40,4% de eleitores cadastrados. Em Passo Fundo, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RS) não especificou um prazo para que os eleitores realizem a biometria, que deve ser concluída em todo o país até março de 2022. No entanto, a chefe de cartório substituta da 128ª ZE, Eliane Eva Oliveira, salienta a importância de a população agendar com antecedência o atendimento pelo site do TRE. Isto porque a procura pelo cadastro tem crescido acima da capacidade de atendimento dos cartórios – em dezembro, por exemplo, todas as vagas que estavam disponíveis já foram preenchidas.


Ainda de acordo com Eliane, diariamente, mais de 300 eleitores procuram o Cartório de Passo Fundo para ter seus dados biométricos coletados. No entanto, nem todos conseguem ser atendidos. “A gente tem cadastrado uma média de 200 pessoas por dia nos últimos meses. Muitas precisam ir embora sem fazer o cadastramento biométrico porque não damos conta de atender tantos eleitores. Por isso, a gente pede que a população acesse o site do TRE e agende o atendimento antes de nos procurar. Embora não seja obrigatório, é uma garantia de que elas vão vir até aqui e concluir o processo, já que damos prioridade àqueles que têm horário marcado”. Novas vagas de atendimento devem ser abertas a partir do dia 7 de janeiro.

 

O motivo do crescimento no fluxo de eleitores que têm procurado cadastrar seus dados biométricos nos últimos meses, conforme Eliane, pode estar relacionado a um entendimento errôneo de que o prazo em Passo Fundo está chegando ao fim. É que, em 50 municípios gaúchos, o TRE determinou uma data final antecipada, variando entre o fim de 2019 e o começo de 2020. Em outros 426 municípios, o processo já havia sido concluído em anos anteriores. É o caso de Ernestina, Mato Castelhano, Coxilha e Pontão, municípios vinculados às 33ª e 128ª zonas eleitorais de Passo Fundo, onde o período para revisão biométrica foi encerrado ainda em 2013.


Atendimento
Em Passo Fundo, as zonas eleitorais abrem para atendimento ao público de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h. Para realizar o cadastramento biométrico é necessário levar documento de identificação original e comprovante de endereço. O eleitor que não tem certeza se já realizou o cadastramento deve verificar no canto superior direito de seu título de eleitor.

Gostou? Compartilhe