Hemopasso trabalha em situação de alerta

O Covid-19 fez cair o numero de doações de sangue, estoques estão abaixo do necessário

Por
· 1 min de leitura
Durante a captação do sangue é respeitada uma distância mínima entre os doadoresDurante a captação do sangue é respeitada uma distância mínima entre os doadores
Durante a captação do sangue é respeitada uma distância mínima entre os doadores
Você prefere ouvir essa matéria?

Desde que o Covid-19 chegou ao Brasil, bancos de sangue de todo o país registram queda no número de doações. Em Passo Fundo os estoques estão bastante abaixo do necessário. Com as novas orientações que restringem a circulação de pessoas, principalmente em transportes públicos, algumas prefeituras, que levavam os doadores até o Hemopasso, não estão mais disponibilizando vans ou ônibus. Alguns doadores de outras cidades estão se deslocando até Passo Fundo com veículos particulares, mas esses são casos isolados.

Alexandra Mazzoca, responsável pela Coordenação de Captação de Doadores do Hemopasso, explica que nos últimos dias os estoques caíram de maneira significativa. Sangues do tipo O positivo, O negativo e A negativo, estão com o estoque extremamente baixos. “A demanda pelo material continua a mesma, porém, a quantidade de doadores caiu muito, e isso faz com que nós estejamos trabalhando em situação de alerta”, comentou ela. Tradicionalmente há uma queda nas doações durante o período de férias, e com a situação do Covid-19 houve um agravamento.


O doador que não apresentar sintomas de gripe e desejar fazer a doação deve ligar para a entidade e agendar. A medida é para evitar o acúmulo de pessoas no mesmo ambiente. Pessoas com sintomas de gripe são orientadas a não irem até o Hemopasso.

 

A entidade já busca alternativas para fazer com que os estoques de sangue se normalizem. “Nossa ideia é disponibilizar um automóvel com motorista para buscar e levar o doador em casa, mas isso ainda é algo que deverá entrar em funcionamento somente a partir da próxima semana”, disse Alexandra.


Ao chegar no Hemopasso o doador passa pelo protocolo estabelecido para a não proliferação do vírus. Além disso é respeitado uma distância mínima entre os doadores, mesmo durante a coleta do sangue.

O Hemopasso atende 45 hospitais de 160 cidades, mas como o números de doadores dos municípios vizinhos caiu de forma drástica, a intenção é suprir a demanda com doadores de Passo Fundo.

 

Gostou? Compartilhe