Socioeducando da Fase de Passo Fundo é premiado em concurso de poesias gaúchas

De acordo com a diretora da escola o estudante do segundo ano do Ensino Médio é um leitor assíduo

Por
· 1 min de leitura
Poesia premiada incentiva a doação de sangue (Foto: Divulgação / Fase)Poesia premiada incentiva a doação de sangue (Foto: Divulgação / Fase)
Poesia premiada incentiva a doação de sangue (Foto: Divulgação / Fase)
Você prefere ouvir essa matéria?

Um aluno de 18 anos da Escola de Estadual de Ensino Médio Paulo Freire, integrada ao Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Passo Fundo, conquistou a terceira colocação do concurso de poesias sobre o tema "doação de sangue", na categoria de 18 a 60 anos, do Serviço de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) da cidade.

A competição integra a campanha "Gaúcho Doador: Doe sangue, mostre teu valor!", lançada em setembro em parceria com a 7ª Região Tradicionalista, Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Academia Passo-Fundense de Letras e projeto de Extensão ComSaúde da Universidade de Passo Fundo (UPF).

De acordo com a diretora da escola, Ivonete Lemos, o estudante do segundo ano do Ensino Médio é um leitor assíduo e, com outros colegas, demonstrou grande interesse em participar do concurso. “É muito importante esse reconhecimento, porque mostra o potencial e valoriza o esforço dele. Ao sabermos da notícia, distribuímos a poesia para todos os colegas”, afirma.

Quando o convite chegou na Escola Paulo Freire, professoras se organizaram para dar suporte aos socioeducandos na produção das poesias. “Muitos de nossos alunos têm poucas oportunidades. A escrita e a linguagem poética ajudam os adolescentes a expor suas emoções e exercitar a criatividade e a imaginação, virtudes que eles podem fazer uso na vida profissional e pessoal”, completa Ivonete.

A poesia premiada:

Estende o braço e mostre seu valor!

Gaúcho amigo, preste atenção nos meus versos,

Eles vão falar de um ato de amor bagual:

Estende teu braço, doe sangue, um gesto tão natural...

Esse ato pode salvar a vida alheia, gaudério!


Então, não se faça de rogado e também não faça mistério.

Estende teu braço! doe sangue! salve vidas!

Isso vai te fazer tão bem!!!


Não importa o rh, se positivo ou negativo,

Não é o fator que enobrece,

O que te engradece e te tornas um ser humano sem igual

É o teu ato nobre de gaúcho irmão,

Que fará teu coração bater compassado de alegria,

Pois terá consciência de que irá salvar um xirú irmão

Que está passando por um momento de aflição e agonia.


Escute este chasque, parceiro!

Nosso sangue determina destinos,

Tanto pelo dom da vida, como pela dor da morte.

Então... estende teu braço, mostre seu valor.


Somos todos iguais diante do criador dos pampas,

Tire sangue da veia e misture etnias,

Demonstre consciência e cidadania

E o coração nobre de gaúcho doador!

Gostou? Compartilhe