OAB elege nova presidência

Disputam a diretoria da seccional da OAB/RS quatro chapas. Em Passo Fundo, eleição terá apenas uma chapa. Votação acontece dia 19 de novembro em todo o Estado.

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Na próxima segunda-feira (19), das 9h às 17h, acontece a eleição para à diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção do Rio Grande do Sul e das subseções regionais. Quatro chapas disputam a presidência da categoria: Chapa 1 - OAB Mais, Chapa 2 – A OAB Para os Advogados, Chapa 3 – Advocacia e Justiça e Chapa 4 – Muda OAB. A chapa escolhida irá eleger 57 conselheiros titulares, 57 suplentes, três conselheiros federais e o mesmo número de suplentes, além de um grupo de cinco diretores composto por presidente, vice-presidente, secretário geral, secretário geral adjunto e tesoureiro. A expectativa é de que 50 mil advogados em todo o estado participem do pleito. Em razão da negativa do Tribunal Superior Eleitoral para a cedência das urnas eletrônicas, a votação em todo o Brasil será realizada com o sistema de cédulas. A previsão é de que os novos presidentes das Seccionais e Subseções da OAB sejam conhecidos até o dia 21 de novembro.

Subseção Passo Fundo
Em Passo Fundo apenas a Chapa 10 – OAB Unida participará do pleito. A votação acontecerá na Sede da Subseção, que fica na Avenida General Netto, 448, das 9h às 17h. Todos os advogados inscritos na Ordem devem votar, apresentando sua carteira profissional. Na cidade, a expectativa é de que 1.200 profissionais depositem seu voto na eleição.

Pertencem à Chapa 10, que busca o comando da Subseção Passo Fundo, para o cargo de Presidente, Alexandre Gehlen, Vice-presidente, Iran James Palicer Cairos, Tesoureira, Morgana Bordignon, Secretário, Flávio Benvegnú Júnior, Secretário-adjunto, Luciano de Araújo Migliavacca. As propostas da Chapa incluem defesa irrestrita das prerrogativas dos advogados, valorização do advogado junto à sociedade, melhoria nas estruturas das salas da OAB nos foros da Comarca, intensificação de cursos e palestras, reivindicação junto à Seccional de maior repasse de valores, reivindicação de melhoria no atendimento nos foros da Comarca, luta contra o aviltamento dos honorários advocatícios.

Pela republicanização da OAB
Na reta final da campanha, o Jornal O Nacional recebeu o candidato a presidência seccional gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RS) pela chapa 3, Advocacia e Justiça, Carlos Alberto Amaro Cavalheiro. Advogado especializado em direito civil, empresarial e público, Cavalheiro é passo-fundense, mas deixou a cidade para cursar Direito em Porto Alegre, onde mora atualmente. Outros quatro advogados de Passo Fundo – Elisandra Becker, Sérgio Ferraz, Roberto Carlos Gradin e Andreia Nunes Almeida – também compõem a chapa como candidatos à conselheiros da seccional. No total, a chapa é formada por 125 advogados, cuja composição é formada por 70% de profissionais do interior do Estado e 30% da capital. “A principal particularidade da composição da chapa é a renovação, já que nenhum dos candidatos exerceu cargos na Ordem”, destacou.

Para a gestão da entidade, a chapa propõe dois eixos temáticos, o primeiro trata de assuntos institucionais, a entidade, sua estrutura e o acesso aos cargos. “A entidade se recusa historicamente a fazer licitação pública para compra de bens, contratação de serviços e realizar concurso público para seus servidores. Achamos isso uma incoerência, porque a Ordem arrecada dinheiro como ente público. Embora ela seja uma autarquia de natureza especial, mas ela não pode gastar como um ente privado”, defendeu.

O segundo tema, dispõe propostas para a relação com o advogado, como a criação de um fundo de aposentadoria custeado por percentual das custas judiciais; a criação de planos facilitados e manutenção e recuperação da saúde dos advogados e o combate a concorrência desleal entre os profissionais.

Gostou? Compartilhe