Presença de grupos marca Semana do Doador de Sangue

32 alunos soldados do Corpo de Bombeiros doaram sangue no Serviço de Hemoterapia do HSVP

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O Serviço de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo recebeu, ontem, 32 alunos soldados do Corpo de Bombeiros da Brigada Militar. Com idades entre 18 e 26 anos, a maioria dos futuros bombeiros doou sangue pela primeira vez. Conforme dados levantados em 2011 pelo Serviço de Hemoterapia, os voluntários se enquadram no público dos 18 aos 29 anos, que representam 35% das captações de sangue realizadas no HSVP.  A ação dos jovens em doar sangue abriu as atividades da semana que antecede as comemorações do Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, 25 de novembro. O dia foi criado para conscientizar a população da importância da doação como um ato solidário que pode salvar vidas.

A médica hemoterapeuta responsável técnica pela unidade, Cristiane Rodrigues de Araújo, disse que a semana é propícia para a valorização dos que já doam sangue e um momento adequado para buscar novos doadores. “Na semana do ano passado, 352 pessoas doaram sangue. Neste ano, nossa intenção é de receber um público maior ou equivalente a 2011. É um momento para evidenciarmos a importância da doação permanente e valorizarmos todos os doadores, pois o sangue não pode ser fabricado e depende do gesto voluntário”, salientou.

A jovem Cássia de Lima Quadros (19 anos), natural de São Miguel das Missões aprovou a iniciativa da turma. “Fomos incentivados pelo nosso sargento em vir doar sangue e achei muito válida a ação. É a primeira vez que doo, mas pretendo me tornar uma doadora constante”, contou. Para Douglas Zarth ou Aluno Zarh, como é conhecido entre os colegas, ações como esta dão resultados mais amplos para os estoques de sangue. “A doação individual é muito importante, mas quando se vem em grupo é possível beneficiar mais pacientes. Um de nossos lemas é: aluno que sai junto volta junto, e isso é válido também para ações como esta”, ressaltou Douglas.

Como valorização aos doadores de sangue, durante esta semana quem comparecer ao Serviço de Hemoterapia para o gesto solidário, irá ganhar uma camiseta com a estampa do Hemozito, mascote da unidade e com a frase: Sou doador de sangue.

Outro grupo de doadores, funcionários da Brasil Foods de Marau, também compareceu ao Serviço de Hemoterapia. Durante a semana, além dos doadores individuais, são esperados vários grupos de doadores.

Dados 2011

Um balanço realizado em 2011 mostrou que a maioria dos doadores de sangue no HSVP são homens. Eles representam 60% das doações, enquanto as mulheres 40%. Quanto à frequência, os que comparecem ao serviço pela primeira vez representam 50% das doações, 20% são doadores assíduos e 30% esporádicos. A maioria dos doadores, 65% fica na faixa dos 29 aos 65 anos e 35% dos 18 aos 29 anos.

Gostou? Compartilhe