Nova estação começa com a noite mais longa do ano

Inclinação da terra faz com que a noite seja a mais longa e o dia o mais curto do ano. Inverno inicia às 07h07 de hoje

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O inverno inicia às 07h07 de hoje após a noite mais longa do ano. O fenômeno ocorre em função da inclinação da terra em relação ao sol. A nova estação também começa com as temperaturas mais amenas em relação aos últimos dias do outono. As informações são do observador meteorológico da Embrapa Trigo/Inmet, Ivegndonei Sampaio. Sampaio explica que a transição do outono para o inverno foi a de maior frio desde 2007. Até ontem foram seis formações de geadas e a temperatura mais baixa, até o momento, foi de -1ºC, registrada no último sábado. O mês de maio também encerrou com temperatura média 2,8ºC abaixo do normal.


A quinta-feira inicia com mínima de 11ºC e máxima de 23ºC. Na sexta-feira a mínima fica em 12ºC e a máxima chega aos 24C, com aumento da nebulosidade e possibilidade de chuva. O sábado será de céu claro a parcialmente nublado, com possibilidade de chuva. As temperaturas variam entre 14ºC e 25ºC. A instabilidade aumenta a partir de domingo e também pode chover. No domingo as temperaturas entram em ligeiro declínio e a segunda-feira pode começar com mínima de 6ºC e a máxima não deve passar dos 16ºC.


O inverno
Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) o inverno no Hemisfério Sul inicia-se no hoje às 07h07 e termina no dia 22 de setembro às 22h53 (horário de Brasília). Enquanto, climatologicamente, a estação é marcada pelo período menos chuvoso das regiões Sudeste, Centro-Oeste e grande parte da região Norte do Brasil, as maiores precipitações ocorrem no noroeste da Amazônia, Estado de Roraima e extremo sul do Brasil.


Desde a primavera de 2017, a temperatura das águas do Oceano Pacífico Equatorial manteve-se abaixo da média, caracterizando o fenômeno La Niña. Porém, a partir da segunda quinzena de abril de 2018, as anomalias atmosféricas típicas de La Niña enfraqueceram consideravelmente e as condições de neutralidade estabeleceram-se durante o mês de maio deste ano em todo o Pacífico Tropical. Os modelos de previsão climática, gerados pelos principais centros internacionais de Meteorologia, indicam que este padrão de neutralidade deve manter-se durante este inverno/2018 e permanecerá até a primavera/2018.


Na região Sul do Brasil, durante os meses de março e abril, as chuvas foram abaixo da normal climatológica em grande parte da Região Sul em consequência da atuação do fenômeno La Niña, que provoca a passagem rápida de frentes frias, desfavorecendo a ocorrência de chuvas mais intensas, principalmente sobre a parte oeste da região. Durante a segunda quinzena de maio e início de junho, deu-se o início da temporada de temperaturas abaixo de zero grau, com episódios de geadas variando de moderada a forte. O prognóstico indica chuvas abaixo da média em grande parte da Região Sul, exceto no extremo sul do Rio Grande do Sul, onde a tendência é de ocorrer precipitação ligeiramente acima do padrão. A maior frequência das frentes frias contribuirá para maiores variações nas temperaturas ao longo deste trimestre, porém as temperaturas médias devem permanecer de normal a acima da normal climatológica no Paraná, oeste de Santa Catarina e norte do Rio Grande do Sul. Nas demais áreas, o inverno será dentro da normalidade com temperaturas mínimas podendo atingir valores abaixo de 0ºC em áreas serranas e planalto, principalmente no mês de julho.

Gostou? Compartilhe