Pesquisa transforma soro de leite e gordura de coco em ração para suínos

Projeto foi desenvolvido na UPF a partir de uma demanda do mercado e já foi finalizado

Por
· 3 min de leitura
O processo consiste em fazer uma mistura íntima (homogeneização) do soro com a gordura de coco. Após, a mistura vai para uma câmara de secagem, e então se obtém o produto (soro gordura microencapsulado)O processo consiste em fazer uma mistura íntima (homogeneização) do soro com a gordura de coco. Após, a mistura vai para uma câmara de secagem, e então se obtém o produto (soro gordura microencapsulado)
O processo consiste em fazer uma mistura íntima (homogeneização) do soro com a gordura de coco. Após, a mistura vai para uma câmara de secagem, e então se obtém o produto (soro gordura microencapsulado)
Você prefere ouvir essa matéria?

O soro de leite é um derivado da produção de queijo que possui elevado valor nutricional e não pode ser descartado ao ambiente devido à poluição ambiental associada ao seu destino inadequado. Nisso, as indústrias buscam alternativas viáveis para a sua utilização. A gordura de coco também pode ser utilizada na alimentação suína como excelente fonte energética, principalmente no período pós desmame, considerado crítico em termos de nutrição animal. Foi a partir desses dois produtos e dessas situações que a aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA) Marina Migliavacca realizou a pesquisa “Microencapsulação de gordura de coco com soro de leite para utilização em ração de suínos”, orientada pelo professor Vandré Brião, com o apoio dos alunos de iniciação científica de graduação dos cursos de Engenharia de Alimentos e Engenharia Química.

 

A demanda por essa pesquisa surgiu do próprio mercado. Conforme o orientador do trabalho, é um projeto de desenvolvimento tecnológico para o setor produtivo. “A empresa Relat - Laticínios Renner S.A., localizada no município de Estação, nos procurou para o desenvolvimento desse processo e produto, uma vez que não há um produto nacional com essas características”, informou o professor Brião.

 

A pesquisa utilizou toda a estrutura multidisciplinar oferecida pela UPF. O processo foi estudado e desenvolvido no laboratório de Operações Unitárias da Faculdade de Engenharia e Arquitetura (Fear). A caracterização dessas microcápsulas também envolveu outros laboratórios da Fear, do Centro de Pesquisa em Alimentação (Cepa), do Parque Tecnológico e do curso de Farmácia.

 

Valor nutricional
Tanto o soro do leite quanto a gordura de coco oferecem um considerável valor nutricional e têm contribuído para enriquecer e desenvolver novos produtos alimentícios ou agregar valor aos já existentes, na alimentação humana e na animal. No entanto, a gordura de coco deve ser protegida para evitar as transformações que afetam negativamente suas propriedades nutricionais e sensoriais e, por isso, a necessidade de utilização de tecnologias como a microencapsulação por secagem por Spray dryer para evitar perdas dos compostos aromáticos e a instabilidade química criada pelo ar, luz, altas temperaturas e umidade, sendo esses os fatores responsáveis pela degradação de ingredientes sensíveis. “A finalidade foi proteger a gordura de coco (evitando que fique rança). O objetivo do trabalho foi desenvolver um processo para obtenção do whey fat, com a proteção da gordura de coco por meio da formação de micropartículas, utilizando o soro de leite como principal agente encapsulante”, explicou o orientador do trabalho.

 

O processo de microencapsulação de gordura de coco com soro de leite
O processo na prática consiste em fazer uma mistura íntima (homogeneização) do soro com a gordura de coco. Após, a mistura vai para uma câmara de secagem, e então se obtém o produto (soro gordura microencapsulado). Nesse processo, o soro de leite envolve a gordura em uma matriz protetora, chamada de microencapsulação. Conforme a mestranda explica na pesquisa, o processo de microencapsulação consiste no aprisionamento de células, enzimas ou ingredientes alimentares por substâncias que atuam como revestimento. O revestimento é uma barreira entre o núcleo da cápsula e as condições adversas do ambiente. Marina explica ainda que o processo de microencapsulação por secagem em Spray dryer torna-se importante, por proporcionar benefícios a ingredientes sensíveis, destacando-se a proteção, a qualidade e a segurança.

 

Produto será utilizado na ração de suínos
O produto final obtido do processo será adicionado à ração animal em base seca e será armazenado protegido do ambiente externo. “O produto foi desenvolvido para o setor de alimentos, especificamente para a empresa Relat, que processa soro de leite. Eles esperam utilizar esse produto como complemento de ração para a alimentação de suínos”, observou Brião.

 

Benefícios
A preocupação em melhorar a produtividade e reduzir os custos com alimentação incita pesquisas como essa. “O produto final apresenta características sensoriais importantes, como aroma e odor adocicados, o que estimula a alimentação dos suínos no período pós desmame, objetivo primeiro dessa pesquisa”, comenta a mestranda.
O orientador do trabalho também destaca a importância dessa pesquisa para o meio acadêmico e sociedade. “Essa pesquisa contribui para a inserção do curso, da unidade e da UPF na comunidade, desenvolve ciência com uma aplicação direta na comunidade, une a pesquisa e a extensão em um único projeto e também incentiva o pagamento de bolsas de mestrado por empresas para desenvolver pesquisas de interesse mútuo”, ressalta o professor.

Gostou? Compartilhe